QUANDO EU DISSE NÃO, GANHEI FORÇA NOVAMENTE!

Resiliência Humana

Você se cansou de ser sempre diplomático e conciliador, de ser sempre complacente com os outros passando por cima das suas prioridades e necessidades? Alguma vez você já pensou que se em determinado momento você fosse sincero e falasse diretamente das suas diferenças de opinião com alguém, sem a necessidade de erguer a voz ou de se chatear, você se sentiria melhor?

Você já cansou de arrumar o computador do seu vizinho, de ser sempre você o que cuida dos seus sobrinhos, o que sempre vai ao médico com a sua tia e o que sempre se sobrecarrega de coisas e obrigações, inclusive quando você não está com vontade, esquecendo-se de si mesmo?

Você já se cansou de agradar a todos?
“A coisa mais importante que aprendi depois dos 40 anos de idade
foi a dizer não, quando é não”
– Gabriel García Márquez –

Dizer um “não”, um “basta”, ou “isso não é assim” pode libertar, reconfortar e fazer você se sentir melhor consigo mesmo. Acontece que muitas vezes, por temor de uma discussão, por timidez, porque achamos que vão gostar menos de nós, não queremos dizê-lo.

Para evitar viver uma situação desconfortável, vamos acumulando tudo o que não somos capazes de dizer na cara, sempre querendo agradar. E no fim das contas, a única coisa que conseguimos é prejudicar a nós mesmos, e a ninguém mais.

Por isso, às vezes é possível começar com coisas pequenas, e mesmo que nessa hora alguém diga “mas você não era assim“, “como você mudou!“, você responderá sem medo “sim, mudei” e certamente se sentirá mais confortável.

Com certeza essas primeiras mudanças irão marcar um antes e um depois no seu interior. Você se sentirá mais respeitado, mais seguro de si mesmo, e aprenderá a se relacionar com os outros de uma forma positiva e sincera; e se alguém já não gostar de você, pois bem, porque talvez nunca tenha gostado de você verdadeiramente…

É preciso que nos respeitem e é preciso respeitar. E isso não se consegue falando mais alto ou fazendo mais barulho. É uma atitude que todos irão notar quando for enraizada na sinceridade, olhando nos olhos, quando formos claros com os outros…

Calar-se frente a tudo e dizer sempre que “sim” não vai garantir que vão gostar mais de você; de fato, pensando assim, talvez por trás de tudo isso se esconda uma baixa autoestima, e você pode estar pensando que a satisfação é o meio para obter carinho.

E como é possível aprender a dizer “NÃO”?
1. Comece pelas coisas pequenas. Não dê desculpas tolas, pois isso no fim das contas aparece. Simplesmente diga que não gosta, que você está cansado, que compreende mas que não pode, que você também tem suas obrigações.

2. Se você não se sente seguro, primeiro pense bem como irá fazer. Você pode se colocar diante do espelho e analisar a sua linguagem verbal e corporal. Avalie se o seu discurso é sensato e razoável.

3. Não tenha medo; é normal que você se sinta desconfortável e ansioso na hora do seu “não”, mas dizem que “a clareza bem compreendida começa por si mesmo”. Dizer “NÃO” é gostar de si mesmo.

4. Perca o medo do que os outros vão dizer. O primeiro que precisa se sentir satisfeito consigo mesmo é você.

5. Você não tem obrigação de dar tantas explicações. Se você fizer isto, começará a entrar na sua espiral de “como posso lhe dizer isso…” e você estará de novo no mesmo lugar.

6. Aprenda que se uma pessoa gosta de você e o aprecia de verdade, não vai deixar de gostar por você dizer um “NÃO”, você também tem o direito de descansar e cuidar de você mesmo. Revise a sua autoestima.

7. Aprenda a não se sentir culpado por dizer “NÃO”. Esse é um trabalho interno que você pode fazer pouco a pouco.

FONTEA mente é maravilhosa
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS