Processos da Lei da Atração: Muda a tua Frequência em 30 Dias

Claudia Rocha

Para mudarmos a nossa vida, temos que começar por dentro. Ao mudarmos o nosso padrão de pensamentos, mudamos a nossa perspetiva – e assim a nossa frequência.

Como a maioria dos meus leitores já sabe, a Lei da Atração Universal funciona segundo a premissa de que semelhante atrai semelhante. Todos somos energia e ao mesmo tempo emissores de energia. Criamos a nossa vida segundo aquilo que emitimos.

Não se trata apenas de pensar diferente, mas de ser diferente. Porque a Lei da Atração faz com que pensamentos se tornem emoções, e estas se tornem em ações e depois manifestações físicas ou eventos. Há toda uma orquestração que toma lugar, apenas porque decidimos vibrar diferente.

Para aqueles que passam anos e anos com o mesmo padrão de pensamento, podem ter estado em lugares diferentes e com pessoas diferentes, mas o mesmo tipo de circunstâncias a acontecer. Isto porque tudo muda constantemente, mesmo que seja para mais do mesmo.

Se queres mudar a tua vida, tens que mudar o teu padrão vibracional. Decidi compilar, neste artigo, um conjunto de processos que se pode utilizar durante 30 dias para mudar os teus hábitos de manifestação.

Quer seja porque te queres sentir mais confiante em ti mesmo, ter uma qualidade de vida melhor ou até mesmo manifestar um desejo específico, todas as ferramentas que refiro transformam a tua vida de forma significativa.

Então aqui vai:

1) Meditação

Já falei várias vezes aqui no blog sobre a importância da meditação. É a atividade mais valiosa que podemos fazer para mudar os nossos hábitos mentais.

Apenas 15 minutos por dia chegam para esvaziar a mente de pensamentos desnecessários e conectarmo-nos com a nossa essência espiritual. A longo prazo, aprendemos a ser sensíveis às nossas emoções, a ter calma e serenidade mesmo nos momentos mais difíceis, e a ansiedade diminui significativamente.

Há vários áudios de meditação no youtube e sites que explicam como começar, mas o melhor guia é mesmo a tua intuição. Se achares melhor começar por 5 minutos por dia, importa apenas que comeces. É um hábito valioso a incorporar no dia a dia, e a manter, pois traz mais equilíbrio e deixa-te num estado mais alerta mesmo após o tempo de meditação.

2) Pensamento consciente

Os pensamentos que temos, na maior parte das vezes, resultam de reações que temos a estímulos externos. São poucas as pessoas que tomam um tempo para refletir e pensar por si mesmas. Isto é muito valioso, e um dom que deve ser cultivado.

Para pensares deliberadamente, precisas ter foco e disciplina. Muitas vezes não resistimos à tentação de seguir em piloto automático, porque aquilo que nos acontece parece ser a razão para nos sentirmos e pensarmos de determinada maneira. Mas tudo vem de dentro, tudo acontece por causa dos pensamentos que treinamos.

O processo que se pode utilizar para mudar os hábitos de pensamento – de negativos e limitantes para positivos e inspiradores – é simplesmente ser consciente, e fazer sempre a escolha que sabe melhor.

Ou seja, sempre que estás alerta de que aquilo que estás a pensar é negativo e desnecessário, faz a escolha de um pensamento melhor. Continua a fazer essa substituição vezes e vezes sem conta e conseguirás treinar a tua frequência para passar a receber, predominantemente, pensamentos positivos.

3) Ser presente

Muitos dos problemas resolvem-se quando se é consciente do momento presente, e se aceita como este é, sem o ver como um meio para um fim. Aquilo que estás a viver agora é fruto daquilo que andaste a emitir no passado, e aquilo que emites agora vai influenciar o futuro – mas o agora é tudo o que tens. Apenas podes fazer a escolha agora, se queres permitir o fluir das melhorias na tua vida ou estagná-lo.

Por isso um processo poderoso para se ser presente é fazer as pazes com tudo o que a tua vida contém, e ver os aspetos positivos de cada tema. Todos os dias, reflete ou escreve sobre 2 ou 3 aspetos da tua vida, e aponta qualidades daquilo que estás a viver.

Assim, estás a abrir as portas para a abundância, para novas experiências e uma vida mais gratificante. Faz as pazes com a maneira como a tua vida está agora, porque não importa o que está a acontecer, apenas como te sentes agora. E como te sentes agora afeta a maneira como vives as situações.

4) Gratidão

Eis a mais poderosa ferramenta para mudar a vibração predominante: ser grato. Agradecer pelo que tens hoje, por aquilo que viveste, por quem és – enfim, qualquer coisa que eleve o teu espírito neste momento, é uma maneira instantânea de sentires energia positiva. Nada mudou na verdade, apenas escolheste a vibração da gratidão, e como sabe tão bem, apercebes-te do teu próprio poder para te sentires bem.

Podes escolher qualquer maneira que consideras mais prática para praticar este método: um diário da gratidão, afirmações escritas ou proferidas, entre outros. Mas o melhor método, para mim, é agradecer, todas as manhãs, pelo novo dia.

Todas as manhãs, a tua mente e o teu dia são uma tela em branco, e cabe a ti criar o melhor dia que conseguires, o mais cedo que conseguires. Escolhe todos os dias acordar com pensamentos de gratidão pela tua vida, pela tua existência.

Com o passar dos dias, vai-se tornando cada vez mais fácil e natural sentires-te agradecido, e a sensação positiva que sentiste pela manhã vai-se estendendo cada vez mais.

5) Visualização

Com certeza já passaste algum tempo a sonhar acordado quando eras criança. Agora é raro teres esses momentos, porque pode parecer irrealista demais.

Mas visualizar é uma maneira de sentires como se já estivesses a viver o que estás a pensar. O Universo não consegue distinguir se o pensamento que estás a oferecer é em resposta ao que estás a viver ou se é criado por ti, através da tua imaginação. A chave aqui é o sentimento.

Praticando a sensação que desejas por ti mesmo, através da visualização (qualquer que seja) faz com que atraias circunstâncias de frequência semelhante à que praticaste.

Apenas precisas fechar os olhos e visualizar o melhor cenário que conseguires – tu és o realizador, por isso decides cada detalhe do que estás a criar na tua mente. Primeiro escolhe o lugar, a situação, as pessoas que te acompanham ou se estás sozinho. Depois, sente cada sensação física que estás a experienciar neste cenário imaginário. Vive-o até te sentires melhor. Assim que atingires um estado emocional mais elevado, pára. O resto fica para o Universo.

Aconselho a parar a visualização assim que se atinge uma emoção mais positiva porque já se atingiu o objetivo pretendido do processo, porque se ficasses mais tempo imerso na visão a tua mente começaria a divagar sobre o “como” e “quando”.

6) Afirmações

Afirmações são poderosas porque são curtas e diretas, e repeti-las em pensamento faz com que se tornem numa crença enraizada no nosso subconsciente.

Podes procurar afirmações positivas, mas o melhor é seres tu a escrevê-las, a formulá-las. Senta-te e acalma a tua mente. Depois decide sobre que tema queres escrever – pode ser acerca de dinheiro, relacionamentos, trabalho, etc. Ou mesmo afirmações gerais que são positivas e te fazem sentir poderoso.

Ao escreveres, deixa a tua intuição guiar-te. Ou seja, não escrevas o que parece soar melhor, ou porque queres manifestar já as melhorias. Escreve aquilo que te faz sentir mais elevado. Por exemplo, se estás à procura de emprego e de momento não sentes confiança de que vais encontrar algo que gostes, escreve afirmações gerais como:
– Há muitas oportunidades por aí, por isso tudo vai ficar bem.
– O que quer que eu faça, vai ser uma experiência valiosa para mim.
– Aprendo algo novo em cada emprego que tenho.
– Vai ser divertido começar algo novo.

Não são frases que implicam necessariamente que já estás totalmente confiante e certo de que vais conseguir o emprego, porque se fossem seriam forçadas e estarias a mentir. Mas são coisas em que acreditas agora, e escolhes essas afirmações gerais para gentilmente te guiares a uma vibração mais positiva acerca do tópico “emprego”.

Um processo fácil de fazer e que te relembra daquilo que desejas e de praticares a vibração de presença e permissão de todas essas coisas. Apenas coleciona e junta imagens de tudo aquilo que queres, imprime-as e cola num quadro na parede do teu quarto. Ou no fundo do ecrã do teu computador ou telemóvel. Ou no teu espelho ou porta do armário. Qualquer lugar pelo qual passes é o ideal.

Ao veres as imagens todos os dias, tenta visualizar um pouco ou imaginar a sensação de estar a viver o que está nelas, para treinares a tua mente e as tuas emoções a essa frequência mais elevada.

Mais uma vez, evita tudo aquilo que te leve ao “como” e “quando”. Não te cabe a ti planear e organizar as circunstâncias que te vão levar àqueles desejos, apenas trata do que sentes acerca do que queres, para que te permitas receber sem resistência.

8) Escrever

A escrita é a maneira mais eficaz de concentração. O que quer que estejas a escrever, por causa do ato requerer o mínimo de distração externa possível, estás a dedicar a tua atenção total nas palavras que fluem.

Por isso quer estejas a escrever afirmações positivas, aspetos que te agradam em determinado tema ou a escrever num fluir de inspiração, estás com a tua vibração bem fixa e a emitir um sinal puro para o Universo.

Não subestimes o poder da escrita. Dá uma chance ao papel e caneta, ou até mesmo para o teclado e o Word. Pode parecer estranho escrever para te sentires melhor, mas vais ver que vai ser divertido literalmente escrever palavras e manifestar o que escreveste.

9) Leitura inspiradora

Se os conselhos de uma humilde blogger não chegam, investiga por ti mesmo. Descobre o teu propósito de vida e o teu potencial para viver com mais felicidade, abundância, amor. Se o que queres é ser melhor, procura autores que te despertam a consciência e alimentam o espírito.

Há por aí muitos mestres que dialogam e estudam sobre como viver de forma consciente, elevada, e do porquê de merecermos tudo aquilo que desejamos. Sejam eles mestres espirituais, gurus, filósofos, psicólogos, coaches, etc. A única coisa que importa é se sentes ressonância com o que ouves e lês, porque há sempre leituras com as quais nos identificamos totalmente, por dizerem aquilo que andávamos à procura, mas nunca soubemos expressar.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS


Claudia Rocha
Portuguesa, autora do blog Vibe High - reflexões e dicas sobre Lei da Atração e como criar a nossa própria realidade.

COMENTÁRIOS