Para levantar o ânimo a melhor coisa é… caminhar

Resiliência Humana

Caminhar cura as nossas dores e nos ajuda a abrir a mente, a arejar as nossas ideias e a sair da rotina do dia a dia. É uma atitude simples, mas libertadora no âmbito pessoal, tanto a nível físico quanto psicológico.

O fato é que caminhar ou fazer outro tipo de exercício físico diariamente ajuda a ficar mais ativo e a recuperar uma vida produtiva e emocionalmente realizadora. Assim, por exemplo, caminhar pode ajudar a deixar de perpetuar um estado de ânimo desanimado ou depressivo, que limita as opções de estímulos da pessoa que se sente mal.

Neste sentido, graças à estabilidade e à perseverança de um comportamento tão saudável como caminhar, a pessoa se livra dos pensamentos negativos e das emoções dolorosas às quais, no fim das contas, tem se submetido pelas situações de estresse constante que normalmente vivemos.

A melhor receita para se sentir melhor: dar um passeio diariamente

Ter como costume caminhar todos os dias durante pelo menos uma hora é um dos melhores “remédios” tanto para o cérebro que está em estado depressivo ou ansioso, como para o corpo que se sente queixoso, instável e dolorido.

Assim, de preferência e na medida das nossas possibilidades, os passeios devem ser por entornos naturais, pois a paz e o contato com a natureza nos ajudarão a desconectar do alvoroço e a estabelecer um contato tranquilo com nossas emoções e pensamentos.

Nossas mentes e nossos corpos sofrem com a rotina e o estresse ao qual nos submetemos diariamente. Como conseqüência da inatividade, o cérebro fica lento, pesado, preguiçoso, depressivo e ansioso.

Assim, começamos a perceber que não temos boa memória, que não temos vontade de fazer nada que saia do cotidiano, que não há atividades suficientemente interessantes ou gratificantes que nos façam sair do sofá da sala, etc.

Caminhar representa a libertação pessoal e mental, a “aceleração equilibrada” das nossas mentes e o contato com novos estímulos que possam resultar gratificantes.

Caminhar é uma boa forma de arejar a mente

Fomos projetados para nos mover, por isso a mente e o corpo agradecem tanto pelo movimento. Através de um exercício tão simples conseguimos arejar a mente e clarear as nossas ideias, tornando o cérebro mais criativo e eficaz.

Através dos passeios nos damos a possibilidade de relativizar os nossos problemas e nos conectarmos com nosso eu mais profundo, esse a quem, no turbilhão que nos envolve no dia a dia, não damos atenção.

Como é evidente, estes benefícios não se conseguem de um dia para o outro, sendo preciso realizar esta atividade durante pelo menos uma semana. Desta forma conseguiremos:

Despreocupar o nosso cérebro e restabelecer a sua neuroquímica saudável e equilibrada. Isto ajuda a reativar com eficácia o lóbulo frontal e o sistema límbico, comandado por nossos pensamentos e emoções.
Como conseqüência dessa reestruturação funcional, o estresse vai desaparecendo e vamos ficando mais relaxados, seguros e confiantes com o que nos rodeia.

Nos libertamos e nos expandimos socialmente, pois graças a esta simples atitude abrimos o nosso campo de movimento e de relacionamento pessoal. Ou seja, deixamos de nos sentir presos ou enclausurados.
Retomamos o contato com a nossa natureza todo dia, reservando a dedicação ao cuidado de si mesmo e à satisfação das necessidades pessoais.
Quem já experimentou na própria pele não terá dúvida: caminhar ajuda a se sentir melhor e a arejar a mente, pois nos reserva um tempo diário para desfrutar e se conectar com novos estímulos gratificantes.

Por isso, a melhor receita para levantar o ânimo é caminhar. Se você ainda não experimentou, faça-o; e se você já conhece os benefícios, nunca deixe de praticar esta enriquecedora atividade física.

VIARaquel Brito
FONTEA mente é maravilhosa
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS