Os ciclos de 7 anos são realmente importantes?

É de conhecimento popular que os ciclos de 7 anos produzem crises. Mas será que isso tem uma explicação astrológica? Sim, esses ciclos de 7 anos podem ser relacionados com os trânsitos de nosso satélite – a Lua – ao redor da Terra e com os trânsitos do planeta Saturno ao redor do Sol. De fato, a Lua leva 28 dias e 1/4 para completar sua circunvolução ao redor da Terra e, coincidentemente, o planeta Saturno leva 28 anos e 1/2 para completar a sua circunvolução ao redor do Sol. Portanto, mesmo com uma uma rápida análise de nosso Mapa Natal, verificando a posição desses dois astros sobre o nosso Mapa Natal, poderemos detectar alguns períodos importantes que marcaram a nossa vida.

A Lua, nosso satélite, chamada de luminar (o outro luminar é o Sol) tem um significado muito importante em nosso Mapa. Ela oferece informações sobre as circunstâncias do nascimento, indica qual foi o nosso relacionamento com a mãe e a família, tão importantes para o nosso crescimento emocional que irá se completando ao longo dos setênios. Nos primeiros sete anos de vida, o bebê recebe todas as informações necessárias para forjar as suas reações emocionais diante dos desafios da vida. O Signo lunar e os os aspectos que a Lua forma com os outros planetas do Mapa, assim como sua posição (Casa Astrológica) no Mapa, irão indicar como o indivíduo irá fazer a sua integração psíquica e emocional da qual dependerá também sua integração no meio social. Essa integração também dependerá de quanto esse indivíduo irá avançar no caminho do auto-conhecimento. No desenvolvimento do bebê, e portanto na analise do Mapa Infantil, a ênfase maior na analise astrológica é dada à essa analise lunar, visto que é o relacionamento com a mãe que mostrará se e como as suas necessidades de sobrevivência, de conforto, alimento, aconchego estarão sendo satisfeitas. O ambiente familiar, social, econômico e cultural influenciarão para sempre as reações do futuro adulto diante da vida.

O Ciclo Lunar: aos sete anos aproximadamente, a criança começará o seu desligamento do ambiente materno, iniciando a vida social primeiro no ambiente escolar oficial. Nesse momento ele deverá se perceber como um indivíduo separado da mãe. Essa fase se desenvolveu aos 2 anos e 1/2, 5 anos, e 7 anos e 1/2. Atualmente, esse desligamento é muitas vezes acelerado pelas necessidades profissionais que as mães possuem, e por causa disso o acompanhamento de um terapeuta (psicólogo infantil), geralmente presentes nas creches e berçários, faz-se necessário para oferecer um suporte a essa criança. Quando o desligamento acontece de forma traumática (por morte ou afastamento brutal da mãe) esse apoio psicológico se fará ainda mais premente e será imprescindível para oferecer um equilíbrio emocional à criança.

Aos quatorze anos aprox., a criança inicia a fase adolescente, quando a Lua (no movimento forma uma oposição com a Lua do Mapa) e nesse período o indivíduo procura se diferenciar da figura materna. Foram escritos centenas de livros sobre esse período quando as crianças se tornam aborrecentes, enquanto alternam altos e baixos emocionais, crises de euforia e tristeza, enfrentam os limites impostos pela família enquanto forjam uma imagem de si próprios que não seja somente o reflexo do condicionamento familiar. Durante esse período a criança que se encaminha para idade adulta precisa de muita compreensão e de muito apoio, algo que nem sempre acontece, infelizmente.

Outra fase dessa crise lunar acontecerá aos 21 anos, e marcará um outro período de amadurecimento psíquico e emocional do indivíduo que agora estará em busca das conquistas nos relacionamentos pessoais e também nos meios sociais e profissionais. O ingresso na fase adulta causará um misto de euforia e apreensão e terá bons resultados dependendo do bom desenvolvimento do indivíduo nas fases anteriores.

O final do primeiro ciclo lunar acontece aos 28 anos aproximadamente. Nesse momento o indivíduo estará terminando a fase do desenvolvimento pessoal implementado na juventude para se preparar para a fase mais madura, que é a fase das maiores conquistas pessoais. O próximo ciclo lunar irá se desenrolando de 7 em 7 anos (aprox.) de forma similar ao primeiro e irá se completar por volta dos 56 anos quando o indivíduo adulto perceberá a necessidade de enfrentar o terceiro ciclo que será aquele do envelhecimento.

Similarmente, e logo após os acontecimentos das crises lunares (emocional e psíquica) acontecem as crises saturninas.

O Ciclo de Saturno. Aos 7 anos e 1/2 Saturno começa a mostrar ao indivíduo em crescimento a necessidade de assumir responsabilidades, seguir rotinas, aceitar limites. A criança precisa de regras claras para aprender as leis do convívio social e deve se submeter a essas limitações sem rebeldia, respeitando os superiores. Geralmente Saturno é comparado à figura paterna, que pode ser qualquer figura de autoridade que imponha regras e obediência. Dependendo do signo onde se encontra Saturno no Mapa, da casa astrologica e dos aspectos com os outros planetas, compreenderemos como essa criança irá amadurecer para se tornar um adulto responsável, aceitando limites e regras seja dentro do lar que no ambiente escolar e social. As crises saturninas acontecem logo após as crises lunares, como se o cosmo estivesse apresentando ao ser humano um exame de classificação periódico, uma espécie de avaliação de sua capacidade de aprendizado. Não esqueçamos que Saturno, o Pai Cobrador, poderá castigar esse ser quando isso for necessário! O Cosmo é sábio!

A integração entre o lado emocional e psíquico e o lado material e prático dependem sobretudo dessas crises com as quais o cosmo ajuda o indivíduo encarnado a caminhar rumo a sua evolução pessoal.
Se verificarmos esses dois ciclos em nossa vida, poderemos perceber como superamos essas fases e como aconteceu essa nossa evolução pessoal. A integração do ser encarnado é necessária para que a evolução aconteça. Quando avançamos sem o Conhecimento, repetimos erros sobre erros e acumulamos mais e mais carma. Sejamos responsáveis por nossa evolução. Aproveitemos a marcha direta de Saturno em Sagitário para investir no auto-conhecimento. Que tal investir numa consulta de astrologia?

Vamos unir nossos corações em manifestações afetivas e alegres e sobretudo otimistas e esperançosas. Tenham todos uma semana agradável e cheia de Luz Divina

VIAGraziella Marraccini
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS