Obrigada por não ser um príncipe

Resiliência Humana

Eu não quero que você seja perfeito, que esteja sempre sorrindo e concorde com tudo que eu falo; Eu não preciso disso. Eu preciso que você me diga quando estou tomando um rumo errado, quando fui injusta com alguém e quando estou falando por demasiado.
Eu não quero que você acorde de bom humor todos os dias, mas quero sim, que você continue acordando ao meu lado.

Eu quero que você saiba que não és um príncipe encantado e que é justamente por isso que eu tanto te amo! Eu te amo por você ser accessível pra mim. Por atender meu telefonema de madrugada; Por me escutar reclamando da vida…por não me generalizar e nem banalizar minha TPM! Eu te amo por você não me prometer um castelo, mas me permitir fazer planos futuros concretos para uma vida á dois. Eu te amo pelas palavras que você sempre tem pra me dizer e pelas inúmeras vezes que você nada me disse, que só me abraçou forte e deu abrigo à minha alma. Eu te amo por você acolher tão carinhosamente meus pensamentos, por você ter complacência com eles. Por você ser solidário às minhas dores.

E às minhas loucuras. Por você tomar um porre comigo e me ajudar a sair da ressaca no dia seguinte. Por você segurar as minhas barras sempre e nunca usar meus pontos fracos contra mim. Eu te amo por você tirar meu sossego com esses teus olhos de amêndoa e por me dar toda a paz possível quando me refugio no teu peito. É…eu realmente não gosto do “Perfeito”. Tudo perfeito demais me soa falso demais. Tenho pavor dos contos de fada! Príncipes não arrotam, não se entregam, não perdem o controle, eu acho os sapos muito mais legais!

Você não precisa daquele carro novo…eu gosto de andar á pé contigo, segurando a tua mão, enquanto escuto você contando como foi o seu dia. Você não precisa me levar ao melhor restaurante da cidade, porque eu adoro suas tapiocas, pipocas, e as besteiras que você inventa.
Você não precisa nem assistir àquele filme chato comigo, eu amo a tua companhia, mesmo dormindo.
Não viva no meu mundo só pra me agradar, me leve pro seu, me mostre suas músicas preferidas…tuas fotos antigas. Me conforte, mas me confronte, sempre que precisar.

Não seja perfeito pra mim! Seja REAL!

É da realidade e profundidade que eu necessito e tanto almejo encontrar. Deixa a perfeição pros perfis das redes sociais, para o resto do mundo, para os outros casais. A gente, eu pr efiro assim, com piti´s e PT´s nos sábados de madrugada, que seja! Com cenas de ciúmes, ás vezes, por que não? Com viagens planejadas e desfeitas; Com danças apaixonadas pelo salão. Com nossas risadas em momentos inoportunos, com nossos olhares cúmplices e profundos; Com café ou cuba libra; Na rave ou no forró; Numa rede entre coqueiros, embolados em um só. Eu quero você de qualquer jeito!

Então, por favor, amor, não seja nunca um príncipe, com regras e etiquetas, com discurso decorado, com formalidades e gestos pausados; Seja você, pra sempre! Com esse teu jeito meigo e engraçado, com teus horários desajustados, com as palavras do seu vocabulário particular; Seja você com essas brincadeiras bobas que eu tanto adoro; Com os seus beijos para me provocar… Seja você com todos os seus defeitos, eu não me importo, desde que eu verdadeiramente os conheça, desde que eu saiba quem você é.

Paris ano que vem vai ser legal, eu topo o cruzeiro no fim do ano também, mas nunca esqueça, que não há nada nessa vida que me faça mais feliz que a nossa humilde cama de casal, ok?!
Enfim, resumindo, obrigada por você ser um cara normal. Por também não exigir uma princesa; Por me fazer rir, acreditar nos meus sonhos e até por superestimar meu potencial. Por não ser aquele cara chato, sério e convencional. Obrigada por ser impulsivo, expansivo e não fugir logo na minha primeira crise existencial!

Obrigada por nunca ter sido o meu príncipe encantado. Até porque encantamentos acabam rápido, e o que eu sinto por você, é pra sempre, assim como o nosso “Final Feliz”, que se dá na nossa deliciosa rotina, ao final de cada dia passado ao teu lado.

VIABruna Stamato
FONTEA soma de todos afetos
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS