O que você está procurando?

Soraya Rodrigues
Young woman using laptop sat on tree trunk in fore

Quais as possibilidades que você está escolhendo ou despertando na sua vida, dentre tantas outras para construir uma vida de plenitude?

Nascimento, morte e renascimento são um único processo dentro de uma mesma vida. Nossas experiências, vivências, emoções e sentimentos não estão somente em nossa memória recente, mas também naquela mais profunda e que interconecta consciente e inconsciente. Morremos e renascemos muitas e muitas vezes. O que era apropriado e atribuído por nós como legítimo, muitas vezes não espelha mais nossas convicções e não se alinha no momento com nossas necessidades existenciais. E então, precisamos florescer das cinzas para criar novos direcionamentos, novas razões, sentidos e propostas. Em outras palavras, para criar e apoderar-se de uma nova vida, aquela que desejamos.

Cada dia é um recomeço, em que nos é dada uma nova oportunidade de fazermos diferente. Este é um momento de reflexão sobre a nossa vida, para nos desvencilharmos do que nos prejudica, nos causa sofrimento, dor ou pesar.

Desapeguemo-nos de tudo aquilo que não nos valoriza, pois apego é causa de muito sofrimento. Deixemos partir aquilo que não nos corresponde; que não é mais ou porventura nunca foi. Não carreguemos conosco o que é morto, deteriorado, passado e ultrapassado. A vida é rica e com novas raízes vem novas flores, novos perfumes e outros ornamentos. Nascimentos são factíveis, mortes são irremediáveis e renascimentos são imprescindíveis.

Em nossa fragilidade existencial, atualizações sempre resultam em um certo estranhamento com relação ao que um dia fomos, de nossas antigas escolhas, atitudes e comportamentos do passado. Isto porque vida é feita de pequenos paradoxos que se complementam harmonicamente: construção e desconstrução; chegada e partida; começos e términos; atividade e contemplação, o eterno retorno de tudo o que existe. O vazio e a completude, o tudo e o nada característicos da condição humana. As coisas vão se transformando, e o “destino” também, pois somos seres infinitos como parte integrante do universo que é vida em movimento. Tantas vezes nos surpreendemos com nossa mudança de rota de tudo o que era certeza absoluta.

Quais certezas carregamos conosco se as coisas são mutáveis, inclusive nós?
Lamentações e sentimentos de culpa por possíveis erros para conosco e com os outros podem surgir destas certezas ultrapassadas. No entanto, são comportamentos contraproducentes que tem um destino certo: a infelicidade.

Nunca confunda culpa com responsabilidade. Desenvolva sua auto responsabilidade pois a maior rejeição que existe é o não-cuidado consigo mesmo, é a auto rejeição. Portanto, liberte-se de culpas, medos e frustrações. Em seu renovo de vida, faça da positividade o seu foco, da auto responsabilidade sua filosofia de vida e da gratidão sua bandeira da paz e abundância.

Que possamos nos lembrar que teremos dias de chuva, sol, de céu sem estrelas ou de eclipses lunares. Mas tudo passa. E é este estado de impermanência que enriquece os nossos aprendizados e nos tornam experientes, com dores e alegrias, companheiras inseparáveis neste caminho que trilhamos com pés descalços, muitas vezes desesperançosos, cansados e calejados das batalhas da vida. Mas porque trilhar caminhos, se poderemos criar asas e alçar voos?

Para Refletir:

Entre uma morte e um renascimento, tudo passa, se transforma e se transmuta em uma constante impermanência e instabilidade. E se é assim, para que tanto apego, tristeza e preocupação? Retire seus véus de Maya, tente distanciar-se da distorção perceptiva da realidade através do autoconhecimento. Observe atentamente como está experienciando esta dádiva única que é a sua vida e que depois de cada morte você possa florescer para a primavera da vida. Faça diferente agora!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Soraya Rodrigues
https://www.facebook.com/FechamentodeCicloeRenascimento/?fref=ts Soraya Rodrigues de Aragão é psicóloga, psicotraumatologista, escritora e palestrante. Realizou seus estudos acadêmicos na Unifor e Universidade de Roma. Equivalência do curso de Psicologia na Itália resultando em Mestrado. Especializou-se em Psicotraumatologia pela A.R.P. de Milão. Especializanda em Medicina Psicossomática e Psicologia da Saúde - Universidad San Jorge (Madri) e Sociedad Española de Medicina Psicosomática y Psicoterapia. Sócia da Sociedade Italiana de Neuropsicofarmacologia e membro da Sociedade Italiana de Neuropsicologia. Autora do livro Fechamento de Ciclo e Renascimento: este é o momento de renovar a sua vida. Edições Vieira da Silva, Lisboa, 2016; e do Livro Digital: "Transtorno do Pânico: Sintomatologia, Diagnóstico, Tratamento, Prevenção e Psicoeducação. É autora do projeto «Consultoria Estratégica em Avaliação Emocional»

COMENTÁRIOS