O que lhe faz feliz?

Mateus Túlio

Em maior parte do tempo possuímos vários conceitos de felicidade. O que significaria ser feliz na modernidade atual?

Vivemos em busca de algo surpreendente, algo que nos preencha e em um súbito de sensações nos modifique de algum modo, porém nos esquecemos de alguns detalhes, nos esquecemos do verdadeiro conceito de felicidade.  Para muitos para ser feliz é necessário ter dinheiro, pois assim não passariam necessidades e poderiam comprar todos os bens materiais que desejariam, além de outras coisas de interesse. Para outra parte ser feliz é algo inalcançável, uma constante busca pelo incerto, e para os esperançosos felicidade é uma questão de ser. O conceito de felicidade varia de indivíduo para indivíduo passando do concreto ao abstrato. Inacabado e inconclusivo nos leva a impossibilidade de definir com exatidão e objetividade o seu significado.

Vivemos tão padronizados que criamos conceitos rasos de sentimentos profundos, nos esquecemos de mergulhar de cabeça na profundidade e ao invés disto nos perdemos em pequenas poças e aceitamos o que nos é impostos. Desde pequenos somos condicionados a seguir determinados padrões e estereótipos. Em nossa mente são incutidos pensamentos que nos limitam e nos obrigam a seguir uma ordem já estipulada, e sair dela nos torna errados e diferentes dos demais.

A questão é: O que há de errado em ser diferente? Como mencionei acima, felicidade é questão de ser: ser você mesmo.  A maior parte das pessoas, por medo, se escodem em cascas, modificam sua essência, seu modo de pensar por mera idealização de uma sociedade que nem ao menos faz sentido. A felicidade está nas pequenas coisas, nos momentos de gargalhadas e até mesmo nas lágrimas que escorrem dos olhos da mãe observando uma conquista de seu filho. Ela está no beijo na testa, no aconchego daquele abraço, no bom dia de todas as manhãs, na rotina que em muitas vezes nos estressa, no cheiro de café que anuncia que mais um dia lhe aguarda.

Felicidade são os momentos, as conquistas, as lembranças, as pessoas que caminham lado a lado com você. Ser feliz vai além de situação financeira e bens aquisitivos, não se compra e não se vende. É mais complexo do que se imagina, e mais fácil do que possa perceber. Meu caro, a vida é curta. Não prolongue suas magoas, perder tempo com questões que não lhe agregam apenas lhe atrasará. Mande aquela mensagem dizendo que sente falta, faça aquela ligação dizendo que está com saudade, grite aos ventos que está cansado, almoce em família, perambule sem direção, pinte seu cabelo da cor que se sentir a vontade e desejar, não tenha medo de ser você. Ame sem medo, vá ao cinema sozinho sem preocupação com julgamentos, e moça você não precisa se casar e ter filhos se assim não desejar. O mal da nossa sociedade está no modo em que se deixam intimidar pelas adversidades da vida.

Prometa pra si mesmo que ao menos tentará fugir dos padrões, prometa buscar no seu interior as coisas que lhe agradam, que lhe proporcionam aquela sensação boa e motivadora. Se comprometa a viver por você, de acordo com as suas idealizações, sem se preocupar com julgamentos e opiniões que lhe colocam para baixo. Sempre procure dar o seu melhor, independente da situação e dos problemas que lhe apareçam. Não espere chegar ao fim da vida para se dar conta de tudo o que deixou passar. Pare agora tudo o que está fazendo e reflita em como está gerindo a sua vida, focalize em todos os pontos e não tenha medo de realizar algumas mudanças, você só descobre novos caminhos quando muda o roteiro, e como o autor Pedro Gabriel diz em seu livro: “Se você não consegue virar a página, troque o livro. Existem tantas histórias interessantes para serem lidas, esperando para serem lindas”. Ser feliz é sempre inédito, não se esqueça disto.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Mateus Túlio
Procure entender-me entre a razão e a emoção e a as constantes incertezas que variam em minha mente. Desculpe-me se um dia lhe confundir entre as dramatizações da vida e a minha intensa busca pelo desconhecido. Estudante de Psicologia e um grande amante da escrita. Estão prontos para embarcarem neste devaneio?

COMENTÁRIOS