O melhor lugar para se estar é nos braços do amor

Alessandra Piassarollo

Enquanto muitos estão à procura de um lugar para se sentir bem, alguns já descobriram o melhor destino: nos braços do amor. É onde se tem mais aconchego.

Para esses, o que mais se aprecia é a calma de um amor terno e carinhoso, que vai aquecer se fizer frio ou suspirar quando a aragem trouxer refresco.

É nos braços amados, dispostos em abraço, que se tem a oportunidade perfeita para sentir que não há nada melhor no mundo de fora; que dentro do coração está tudo em perfeito estado de sossego.

Basta um cantinho pra sentar, reclinar a cabeça e aproveitar este passeio interior que estar ao lado de quem se ama pode proporcionar.

Não importam os sons que vem de fora. O ritmo que embala os apaixonados é a forte batida do coração. A vida é mais prazerosa quando pulsa aos sons do amor.

Meia luz, sorrisos inteiros e a certeza de que isso poderia durar para sempre.

Lua no céu, enamorados num carrossel de emoções, juntas e misturadas ao sabor do tempo que passa bem devagar.

Enquanto muitos correm, na exigente tentativa de saciar seus desejos, o único desejo por aqui é não explodir de tanto amor. Desejos de que a felicidade caiba em si, e de que o coração suporte esta sobrecarga. Ou que se exploda tudo; que a alegria seja dinamite.

Sorrisos furtivos, cheios de motivos. Consciência plena de que a vida é um mar e que as rosas são um símbolo eterno desse sentimento que invade a costa de quem se deixa amar.

No vai-e-vem das ondas do romance, o melhor balanço é o das pálpebras apaixonadas, que piscam para os outros olhos, numa confissão de desejo e plenitude.

No amor é o melhor lugar para se estar, e viver intensamente todas as aventuras que ele tende a oferecer.

Num abraço apaixonado se quer ficar por uma noite, e pela vida inteira.

Estando no amor, que o mundo acabe nele; pra se morrer amando.

COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS


Alessandra Piassarollo
Administradora por profissão, decidiu administrar a própria casa e o cuidado com suas duas filhas, frutos de um casamento feliz. Observadora do comportamento alheio, usa a escrita como forma de expressar as interpretações que faz do mundo à sua volta. Mantém acessa a esperança nas pessoas e em dias melhores, sempre!

COMENTÁRIOS