O destino coloca muitas pessoas na sua vida, mas somente as melhores permanecem

O destino coloca muitas pessoas na sua vida, mas somente as melhores permanecem. Aquelas pessoas com as quais temos os vínculos mais sinceros e fortes se estabelecem em nossas vidas para ficarem amarradas aos nossos corações.

Dizemos “coração” como uma forma de simbolizar nosso mundo emocional e social, do qual bebemos os goles de energia que nos vinculam à vida, ao mundo e à sociedade à qual pertencemos.

Que esta afirmação seja verdadeira também depende muito de como nós mesmos somos e das pessoas que se aproximam de nós, sendo isto o que determinará a oportunidade de nos rodearmos de pessoas que permaneçam ao nosso redor.

Relacionamentos frágeis e relacionamentos sólidos

Como já comentamos em outra ocasião, é provável que sintamos saudades de muitas pessoas, mas talvez não mantenhamos contato porque mesmo que nos amem, não nos fazem bem. Coloque-se na situação e lembre-se de amizades ou amores com os quais você constantemente discutia, o que provocou conflitos que não foi possível resolver.

Em outros momentos basta pensar que existem relacionamentos que tiram nossa liberdade por si mesmos, por atitudes inquisitivas por parte da outra pessoa ou pela própria dinâmica que criamos conjuntamente.


Neste ponto é importante que nos responsabilizemos e não sejamos vitimistas, pois a situação que cria e rodeia um relacionamento frágil que se fissura precisa ser analisada pacientemente a partir do coração.

Portanto, como se fosse um leque de cores, é preciso reconhecer que às vezes não somos os colegas ideais em determinados momentos e que é normal que alguns relacionamentos não prosperem. É parte da natureza intrínseca do ser humano que o próprio entorno e o próprio mundo emocional estejam em constante mudança.

Em grande medida, dependendo de como administramos esse mundo mutante, algumas pessoas permanecerão e, com elas, criaremos relacionamentos sólidos. É uma questão de compatibilidade, de essência e de olhares íntimos que nos alimentam.

Contudo, podemos fazer alguma coisa para reforçar nossas relações e construir belos pilares que as sustentem. Aqui apresentamos algumas premissas fundamentais para criar relacionamentos saudáveis e sólidos:

•Escutar para compreender, não para responder.
•Ser nobre e não manipular, assim como manter a lealdade.
•Manter nossas próprias promessas.
•Ser sinceros e francos com aqueles que nos rodeiam.
•Ser atencioso e detalhista.
•Não competir.
•Pedir desculpas quando for preciso e perdoar. Os problemas não surgem do nada e geralmente todos somos responsáveis.

A pessoa que dançar com você na chuva será a que caminhará com você sob uma tempestade.

Não é fácil superar a decepção de romper relações com pessoas especiais

Há situações em que depositamos nossa confiança em um relacionamento e o que acontece nos decepciona. Não é bom se fazer de vítima, mas sem dúvida lidar com estas decepções costuma ser complicado e doloroso.

Geralmente as decepções costumam ser precedidas de um mal-entendido. Seja porque nós mesmos não soubemos nos expressar ou porque a outra pessoa não pôde se conectar conosco como precisávamos, o fato é que grande parte das rupturas acontece porque algum dos princípios que comentamos se quebrou.

Depois disto teremos que lidar com um profundo sentimento de decepção que, sem dúvida, é a soma da nossa responsabilidade, a da outra pessoa, e a das duas como criadoras de um relacionamento.

Por isso, nestes casos é bom analisar o próprio ego e ver se existe alguma forma de resolver os problemas criados, de conversar com o coração e fechar feridas.

Se isto não for possível, resta simplesmente assumir que existem pessoas que vêm e vão. No fim das contas, como alguém disse alguma vez, existem circunstâncias de vida que nos limitam e outras que nos dão asas; pessoas que colocam mais pedras na nossa própria mochila e pessoas que se encarregam de aliviá-la; pessoas que trazem escuridão e outras que fazem de tudo para nos ver brilhar.

Não vale a pena gastar tempo com pessoas que não nos permitem ser felizes; não vale a pena lutar por aqueles que nos ignoram constantemente. Valorizemos as pessoas que nos acompanham nos bons e nos maus momentos. Sejamos conscientes: as pessoas vêm e vão e isso depende em grande parte das nossas escolhas.




COMENTÁRIOS