O amor nunca está sozinho, sempre há a companhia da amizade, respeito, cuidado, carinho, atenção.

Luana Fiasqui

Amor: sentimento que induz a aproximar, a proteger. Segundo o dicionário Aurélio este é o significado da palavra amor.

Mas como pode uma simples palavra com 4 letras, com duas vogais e duas consoantes ser o essencial na vida das pessoas?

Amor é algo que não tem como apenas boiar, tem que afundar, mergulhar, adentrar e simplesmente sentir. Amar é o ensinamento mais complexo e completo que existe.

O amor nunca está sozinho, sempre há a companhia da amizade, respeito, cuidado, carinho, atenção.

Amor é uma planta que surge de uma simples chuva, mas que tem que ser cuidada com toda dedicação se não, delicadamente morre.

Passamos a vida toda procurando o amor, e no fim acabamos o encontrando debaixo do nosso nariz.

O amor não tem gênero, não tem cor, nem etinia. O amor é um sentimento no qual não há palavras que possam expressar o seu real significado, mas há diversas formas de senti-lo dentro de nós.

O amor é uma ponte, uma porta, uma escada que interliga dois mundos distintos da forma mais natural. O amor é resposta, é a saída, é a chegada. O amor é o anoitecer, é o amanhecer é o entardecer.

O amor é o abraço apertado, o beijo roubado, o sorriso estampado, o olhar concentrado. O amor é um imóvel que não pode ser roubado, vendido ou alugado, mas que podemos morar, reformar e decorar. O amor é a droga com maior efeito adversos que mexe com cada célula do seu corpo.

O amor nos faz ser capazes de ter o poder do tempo ou de pará-lo, ou simplesmente adiantá-lo velozmente. O amor torna aquele momento simples em algo perfeito e completo.

O amor é aquele prêmio no fim de uma corrida cansativa, é o banco vazio em um ônibus lotado, é a satisfação de dever cumprido.

O amor é saber ouvir, buscar entender, e saber se calar. O amor é ser um palhaço mesmo quando o seu banco de dados de piadas for pobre. O amor é fazer diminuir a saudade com pequenas atitudes. O amor são os pulos de alegria em ver o outro sendo feliz.

O amor deveria ser o tráfico com maior circulação, pois a única consequência que iria surgir disso, seria ser amado por muita gente.

Será que a missão da vida se resume em aprender a amar? Pois amar é um o verbo tão fácil de conjugar, mas é o mais difícil de viver.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Luana Fiasqui
Sagitariana com sede de novos conhecimentos e aventuras. Estudante de química que divide seu amor pela área de humanas. As vezes doce e risonha, as vezes grossa e sarcástica. Adora ler e escrever. Admira um bom papo e boas companhias que proporcionam boas risadas. Vive de momentos, leva consigo as boas sensações que a vida lhe proporciona.

COMENTÁRIOS