Não me diga que você não tem tempo, diga que as suas prioridades são outras

Se alguém quiser, arrumará tempo. Se não tem tempo é porque não quer ou porque tem outras prioridades. Portanto, não permita que mintam para você e também não engane a si mesmo. De fato, sempre haverá um espaço reservado para uma pessoa que temos vontade de ver, com quem temos vontade de falar ou com quem nos preocupamos: é a premissa do carinho e do amor.

“Orientar-se segundo as prioridades: esse é o segredo do domínio do tempo.”

-Robin Sharma-

Conforme vamos amadurecendo, a vida vai tornando a tarefa de conseguir espaços para os outros ou mesmo para aquelas atividades que tanto gostamos mais complicada. Principalmente porque somos tomados por outras atividades que nos roubam praticamente todo o tempo livre que dispomos. Contudo, não é verdade que ele não exista: dizem que “querer é poder”, e no caso dos relacionamentos pessoais, esta é uma premissa muito importante.

A atenção não se mendiga

É uma consequência natural da passagem dos anos que tenhamos que aprender a organizar os espaços livres que outras coisas como o trabalho, as crianças ou os estudos nos permitem, razão pela qual há quem diga que a vida é um acúmulo de prioridades e de segundas opções.

Quando classificamos mentalmente nossas relações em prioridades ou opções, o que fazemos na verdade é nos orientarmos em função do valor que damos a certas pessoas. Portanto, abra os olhos o quanto você puder e, se você perceber que não está sendo valorizado como merece, não peça: mendigar atenção é uma coisa que certamente ninguém merece.

Se você está nesta situação, onde sente que dá 100% de si por algo que deve ser recíproco e não é, talvez seja o momento de enxergar que por trás da falta de tempo existem desculpas e pouco interesse. Costuma ser doloroso e decepcionante, mas é mais saudável a longo prazo solucionar esse desequilíbrio do que continuar mantendo-o: no fim das contas, a união de duas pessoas é um contrato, no qual dar é gratificante mas receber também é necessário.

Aprendi que quem não procura não sente saudade, e quem não sente saudade não gosta de você. Que a vida decide quem entra na sua vida, mas você decide quem fica. Que a verdade dói uma vez só e a mentira dói para sempre. Por isso valorize aquele que o valoriza, e não trate como prioridade quem o trata como uma opção.

-Anônimo-

Como sei se a pessoa me tem como prioridade?

Existem alguns comportamentos chave que nos ajudam a perceber quando alguém não quer compartilhar nem uma pequena fração de tempo conosco. A motivação de muitos deles se baseia no fato de que veem você como uma possibilidade, e não como uma certeza. Pense que você merece ser um plano prioritário e não uma opção segura quando os planos iniciais falharem.

Por exemplo, já aconteceu com todos nós de ter um amigo, um relacionamento amoroso ou um familiar que incluíamos em nossas prioridades sem duvidar, mas que, em um dado momento, começou a nos deixar um pouco de lado. Pode ser que alguma coisa tenha acontecido e a melhor coisa a fazer é falar sobre isto, mas também pode ser que você já tenha feito isto e a falta de interesse em manter o contato ou preservar a relação piore progressivamente: lembre-se de que gostar de alguém não tem calendário.

A liberdade é saber escolher suas prioridades

Quando alguém conta conosco como segunda opção, como plano B, algo que ninguém gosta de ser, o que está fazendo na verdade é escolhendo livremente o que compartilhar de si mesmo e com quem fazê-lo, e acontece que essa escolha nos colocou em segundo plano.

“Se alguém quer você na sua vida, encontrará um lugar sem a necessidade de que você lute por isso. Nunca permaneça com uma pessoa que constantemente o ignora.”

-Anônimo-

Mesmo que doa, não se pode obrigar alguém a responder como você gostaria, assim como você também não precisa sacrificar a sua dignidade e o seu amor próprio às custas do egoísmo dessa pessoa. O afeto desigual só conduzirá você a uma realidade falsa cheia de esperança por um futuro que é improvável que algum dia venha a ser presente.

Você também tem essa liberdade de escolha. Escolha bem quem você quer na sua vida e, quando o fizer, é provável que seja o momento de pensar em quem o escolheu na sua própria vida: valorize quem demonstra que quer estar ao seu lado.

Trata-se de cultivar relacionamentos sinceros que permitam manter uma autoestima equilibrada. Não é uma coisa fácil, mas os desafios com as melhores recompensas nunca foram.

FONTEA mente é maravilhosa
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS