Não é porque uma pessoa te feriu que todas as outras que se aproximarem farão o mesmo

Tatielle Katluryn
Girl

Quando um coração é quebrado ele leva um tempo para se recuperar. Alguns se recompõem com mais rapidez, enquanto outros levam até mesmo anos para voltarem a sentir novamente, pois como diria Clarice Lispector cada pessoa é um mundo, por isso as diferenças e diversidades que há dentro de cada um faz com que ele corresponda a recuperação de forma distinta dos outros seres humanos.

Há ainda certas pessoas que nunca seguem em frente totalmente, sempre ficam com um pé atrás, ou com o corpo inteiro no passado, quando o assunto é se mover para longe da ferida que lhe causaram. Ficam remoendo, dia após dia, o machucado que sangra toda vez que a lembrança volta, toda vez que a lágrima escapa e encharca o travesseiro, toda vez que vê determinados rostos na rua e fica os comparando com aquele rosto que lhe sorria para depois te fazer chorar.

É viver o ontem quando uma nova manhã amanhece, é tomar decisões hoje respaldadas nas decepções que tivera tempos atrás, é ficar com medo de abrir o coração e confiar na pessoa errada outra vez. Pois a vida não dá garantias de que não será ferido novamente, não está escrito na testa se a pessoa é de fato quem diz ser, não se pode saber o que há por dentro do peito quando as máscaras existem e podem ser usadas em todas as situações.

Mas ainda assim, alguns tentam deixar isso para trás, tentam seguir em frente sem ficar constantemente olhando em volta procurando alguém suspeito se aproximar para mentir e enganar.

Tentam apertar a mão estendida e sorrir ao cumprimentar, não ficar criando novelas na cabeça onde o drama é o único estilo presente em todos os capítulos e não quererem investigar a vida da pessoa para saber se ela tem antecedentes criminais.

Sei que tudo isso pode soar absurdo, mas são pequenos gestos e atitudes que as pessoas fazem sem perceber, pois estão tão acostumadas a fazerem isso que nem percebem mais suas motivações, não veem que por trás do medo há uma ferida que não foi curada. E eu sei que você não querer admitir, mas também já passou por isso e ás vezes ainda passa.

Diz que superou, que seguiu em frente, que nem lembra mais, porém ainda tem pesadelos a noite se durante o dia alguém diz que gosta de você e que deseja uma chance para te fazer feliz.

Ainda evita certos lugares, músicas, filmes e comidas porque trazem memórias dolorosas demais para aguentar, pois o passado ás vezes é mais vivo que o próprio presente, e você só queria deixar de fato para trás porque cansou de viver constantemente aquilo que ficou marcado em seu coração. Não quer mais ter que se fechar toda vez que alguém faz certas perguntas, pois tem medo de responder e a pessoa sair por aí espalhando o que você desabafou.

E o pior disso tudo é o medo que impede você de amar e receber amor, pois a base de todo relacionamento, seja ele qual for, é a confiança.

Sem confiar você diz que a pessoa não é tudo aquilo que ela diz ser e irá mentir sobre certas coisas, que irá esconder seu verdadeiro ‘eu’ só para te machucar e abandonar quando cansar de brincar com seus sentimentos.

Isso se torna um ciclo vicioso onde você tem medo, a pessoa tenta, você a afasta, ela vai embora e depois você se arrepende, tenta mudar, mas volta a ter medo de novo. Gerando assim machucados tanto em você quanto na pessoa que insisti em se relacionar contigo, e uma hora essa pessoa irá cansar e quando ela te deixar você irá dizer que estava certa, porém a pessoa só mostrou um lado que poderia não existir caso você desse uma chance e confiasse.

Eu sei que nesse planeta há sete bilhões de seres humanos e que entre eles há malucos, mentirosos, pessoas sem coração, frias, manipuladoras, porém nem todos são assim. Eu sei que quando você liga a TV ouvi tantas noticias ruins que quase desacredita completamente da humanidade, mas nem tudo está perdido, ainda há pessoas boas, que querem amar, cuidar, respeitar e segurar na sua mão para te ajudar a passar pelas dificuldades.

Dê um passo de fé. Como disse o missionário cristão André Tanaka, a fé acontece quando primeiro você coloca o pé e depois Deus coloca o chão.

É acreditar quando você não sabe de tudo, é ter consciência que a pessoa também pode ter seus segredos, mas isso não significa que ela seja uma pessoa ruim.

É confiar á medida que você percebe que a pessoa merece receber mais de você.

É ter cuidado, mas não ao ponto de se fechar totalmente, porém deixar brechas para entrar um pouco de luz.

Queria que você tentasse dessa vez mesmo que a sua mente insista em falar que dará errado de novo, mas isso é uma mentira do inimigo que luta com o Espírito Santo dentro de você.

Por isso, olhe para cima e peça a Deus que vá derrubando as barreiras que precisam cair, e deixar em pé somente aquelas que sustentam sua alma e a deixam vigilante, esperta e forte. Deixando o Senhor curar essas feridas para elas se tornarem cicatrizes que não te causarão mais dor, e assim o trauma irá embora junto com o medo.

Lembrando também que você precisa perdoar para os pesos irem embora e te deixar mais leve, pois você também erra assim como aqueles que falharam com você.

Mas apesar disso tudo que falei, não estou mandando você pular de cabeça em relacionamentos rasos que visivelmente não são para você, mas para abrir um pouco mais a mente, o coração e os olhos para notar que ainda existem pessoas dispostas a amar verdadeiramente, por mais que elas sejam tão imperfeitas como você.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





Tatielle Katluryn
Tatielle Katluryn, florescida em 1996, com sangue Maranhense e coração pertencente ao céu. Sou cristã e estudante, apaixonada por livros do séc. XIX e Astronomia. E Deus me chamou para falar aquilo que Ele quer dizer as pessoas, para levar a paz a corações tão ansiosos quanto o meu. É tão linda a forma que Ele me cuida enquanto me usa para fazer sua vontade e só tenho a agradecer por tamanho amor que me consertou sem eu merecer.

COMENTÁRIOS