Não brigue com a solidão e não desista dos seus sonhos, a felicidade é uma escolha!

Iara Fonseca

Ter sempre mais opções a seguir é uma vantagem das pessoas sonhadoras.

Ter coragem para perseguir os sonhos é a carta na manga dos perseverantes.

Não desista de conhecer novos caminhos, a felicidade é uma escolha!

Dinheiro, saúde, relacionamentos, família, todos nós temos um sonho ao menos para cada item dessa rede que interliga a vida.

Em algum quesito sempre falta alguma coisa, muitas frustrações são motivos de doenças do corpo e da alma, a alegria em um aspecto da vida, não anula a tristeza em outro.

E a eterna busca por uma felicidade utópica continua percorrendo e nublando nossos pensamentos. Temos que descobrir o que vai nos fazer realmente felizes, e isso é o mais difícil em uma sociedade que incentiva a infelicidade, a intolerância, a insatisfação em todos os níveis.

Geralmente ninguém quer escutar nossas lamentações, amigos dizem que precisamos ser fortes e mandam a gente parar de MIMIMI, pedem para não nos fazermos de vítima e acabamos falando com as paredes.

Mas é aí que percebemos que essa solidão é saudável.

Só na solidão conseguimos entender quem somos, mas se não gostamos do que vemos, a depressão nos alcança, abraça e demora a se despedir, mas se gostamos, mesmo que apenas de algumas partes, nos agarramos fortemente nessas qualidades e começamos um romance intenso com a gente mesmo.

Mas muitas vezes não conseguimos começar esse romance! Falta saúde, falta dinheiro, falta uma família estruturada, falta tempo, falta tudo! Então o que fazemos?

Cada um precisa estudar a fundo a sua limitação e começar devagar, com uma hora por dia, vinte minutos que sejam, para fazer todas as suas vontades, aquilo que achamos ótimo que a fulana faz, aquele lugar que achamos lindo na foto do fulano, isso tudo entra nesse momento nosso!

Aqueles que se amam se permitem apenas um dia de tristeza e lamentação, de onde tirei essa teoria?

Uma conclusão óbvia!

Ninguém que se “ama demais” demora em sofrimentos, não perdem tempo com dor e desanimo, é fato.

Precisamos fazer uma lista diária do que gostamos fazer e o que sabemos fazer, essa é uma tarefa simples, mas que não é! Demanda sacrifícios e renúncias!

Não achar impossível a realização de qualquer coisa já é uma vantagem, porque costumamos nos sabotar com problemas que nós mesmos criamos.

Já me senti sozinha. Já ouvi meus pensamentos dizendo “ninguém gosta de você”, “as pessoas que você mais gosta não possuem o mesmo amor por você”, “não sentem a sua falta e nem querem te ajudar nas suas dificuldades”. Então sacudi a poeira e cai na real. Amigos assim, não são amigos de verdade, a gente queria muito que eles fossem, mas não são. Por um mês fiquei pensando o que Deus queria me dizer com isso… E entendi.

Ouvi de uma amiga que eu estava de MIMIMI, parei e pensei: se as minhas necessidades internas são MIMIMI para ela, porque as necessidades dela devem ser importantes para mim?

As dificuldades existem e lidamos com elas de maneiras diferentes, algumas pessoas precisam dividir com alguém, precisam falar, outras procuram psicólogos e preferem não compartilhar seus problemas com as amigas e amigos, outras preferem a solidão, e o fato é que nenhuma delas está errada. Muitas pessoas querem amigos que os ajude, que se preocupem, mas na verdade, e isso descobri a duras penas, precisamos mesmo nos resolver sozinhas e quanto mais falarmos e mendigarmos amizade e atenção, mais vão querer a gente distante! É o fim, mas…É assim!

Nossas dificuldades nos impulsionam para a realização dos nossos sonhos. Nos deixam maduros e fortes!

Quanto mais fortes somos, mais persistentes e audaciosos nos tornamos. Sejamos os responsáveis pela vitória de nossas dificuldades! E nunca mais deposite as suas dores nos ombros de outros para que eles as resolvam!

Fique só e realize seus sonhos! Confie! Tudo dará certo!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!

COMENTÁRIOS