Não adianta, eu não consigo sentir ódio. Eu escolho o amor.

Anieli Talon

Não, não adianta. Eu não consigo sentir ódio. Eu posso ter todos os motivos e razões para odiar e assim seguir a vida dessa forma, ignorando as coisas por este meio, me sentindo assim para justificar os malfeitos e feridas, mas não dá. Pra mim, o ódio seria sempre um veneno correndo dentro de mim, me aniquilando. Porque eu faria isso comigo?


Sentir amor e compaixão ainda é o caminho para a paz interior e qualidade de vida. É preciso ter auto responsabilidade pelo o que sente e emite. Acessar o campo do coração permite este entendimento e elevação da vibração para o nosso ser, celulas e planeta.

O amor eleva, envia sorrisos e aceita o perdão. Ele traz entendimentos, e nos dá a consciência de que o outro é meu espelho e vice-versa. Estamos nos refletindo a todo momento. O amor é a chave da transformação das relações e nos encaminha para uma melhor compreensão da vida e nos torna seres melhores, amáveis.

Sentir ódio e nutrir este sentimento em nós nunca será benefício. É preciso desapegar do que te feriu e abençoar os aprendizados trazidos por esta dor e mágoa. Sentimentos como este geram mesmo má água,e nosso corpo precisar estar purificado para manter-se saudável. O ódio é invasivo e causador de doenças. Até mesmo o dizer “eu odeio tal coisa ou pessoa”, ressoa em seu ser uma vibração baixa, e ela será sua, pois você a gerou, por isso a responsabilidade por aquilo que você cria e emite.


Confesso que tem momentos que penso: “poxa, eu queria odiar agora para esquecer e me sentir melhor”, mas aí eu paro e sinto – porque eu sentiria isso dentro de mim? Eu não me sentiria melhor…Pra que me limitar dessa forma se eu posso ser abundante e próspera em meus sentimentos?

Às vezes o ódio vem como uma justificativa ou vingança. Uma moeda de troca contra aquele que nos feriu. Mas do que adianta?

Acho que sentir compaixão ainda é o melhor caminho, pois também nos coloca como vulneráveis à dor e àquela que também causamos no outro. Somos seres vivendo e aprendendo dentro da espiral da evolução. Sentir ódio é primitivo e mental. Abrir o coração para a vida permite novos olhares e sensações que promovem a cura e a paz.

Sempre que tiver dúvida, coloque amor.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Anieli Talon

É jornalista, atriz e tem a comunicação como aliada. Escritora por natureza, tem mania de preencher folhas brancas com textos contagiados por suas inspirações.


COMENTÁRIOS