O signo de cada Mulher revela o que seu interior esconde

Resiliência Humana

A MULHER DE PEIXES
De delicada sensibilidade, graciosa e quase etérica, sonhadora e profunda em suas reflexões, parece viver fora da realidade e que não lhe importa o mundo ao seu redor. Porém, pode se suceder que Peixes dê, também, no aspecto físico, um tipo distinto e oposto em sua expressão. Júpiter e Netuno, ambos regentes ao seu modo, cada um deles aporta do pisciano suas qualidades e defeitos. Júpiter é benevolente, extrovertido, exuberante, justo e alegre. Netuno, oitava superior de Mercúrio, geralmente dá seus aspectos negativos, pois os positivos os recebem uma Alma muito superior; então, vamos achá-la muito sensual, fácil às tentações, indolente e pouco dada aos cuidados pessoais. Não se pode generalizar isso: ainda que de modo corrente essas duas tendências se equilibrem, pode só predominar em especial uma delas. A maturidade que pode alcançar é profunda, mas com grande sentido de sacrifício.
Seu lar é sua máxima satisfação; devota de seu marido, tratará de lhe dar todas as suas complacências. Susceptível como o Mar aos movimentos da Lua, pode cair em estados de forte depressão. Em seu lar, assim como em sua própria personalidade, mostrará “um dos dois peixes”: ou o ordenado, sério, delicado e limpo, ou o outro, o que é totalmente o inverso. Sendo um pouco débil, é necessitada de compreensão; e pode se sublimar com as manifestações da Arte.

A MULHER DE AQUÁRIO
De acentuada beleza e especial magnetismo, nunca passa desapercebida.
Urano dá um especial encanto ao seu olhar, que é profundo e impactante. Se há um planeta instável e explosivo, esse é Urano, de tal modo que assim será o caráter de sua nativa, tão diversa, atrativa e misteriosa, que parece ser várias mulheres em uma só. Ademais, Urano é a oitava superior de Vênus; assim, pois, o amor não só vai para mais além do idealismo, senão que definitivamente, sobrepassando o centro emocional, se torna bem controlado. Sua constante mobilidade está muito longe da banalidade: acerca-se mais de uma constante inquietude.
Em seu lar, nas habilidades caseiras, sabe manipular sua constante inquietude nervosa, sem ser histérica. Longe de ser ostentosa, prefere a simplicidade sobre qualquer coisa. Como a liberdade é seu lema, jamais enquadrará seu marido em moldes restritivos e ciumentos, pois nele deposita toda a sua confiança e exigirá dele o mesmo. Seu amor superior está muito distante da infidelidade, e irradia um afeto muito grande por seus filhos, sobre os quais é mais uma amiga que outra coisa. Só pode se ligar a um marido que saiba se sobrepor e retê-la por meio de uma refinada e elevada intelectualidade.

A MULHER DE CAPRICÓRNIO
Quando meninas, são velhas, e quando velhas, são meninas, à medida que passam os anos, vão sendo mais formosas e faceiras. Sua frieza externa se conjuga com um atrativo especial: desperta no sexo oposto o mistério do desconhecido e o gosto por descobri-lo, o amor repentino e tempestuoso não são suas características.
Com grande parcimônia, vai deixando penetrar a Eros; logo, depois de longos prelúdios, que podem desconcertar a seu companheiro. No entanto, quando se entrega, o faz sem dúvidas.
Meditativa e calma, dedica-se com tenacidade às tarefas que empreende, escapa definitivamente dos moldes do “comum”, e se envolve no maravilhoso véu do estranho.
Exigente e severa, vive com intensidade o que propõe a si mesma, desde um pequeno trabalho a um amor; porém, não tolera o engano, pois lhe agrada entregar cegamente sua confiança a quem está segura de que lhe corresponda com sinceridade. Com o tempo vão se fazendo menos severas e mais acessíveis.
Verdadeiramente inflexível em suas coisas, chega ao ponto de ir contra tudo, mesmo sabendo que não está certa; quando a afirmação que sustenta é correta, irá levá-la ao êxito, ao contrário irá teimosamente tropeçar contra todo o tipo de sérios obstáculos; porém, persistirá apesar de tudo.
A seriedade de Saturno, uma vez alcançada a base, ou bem-estar material, dá campo às suas especulações filosóficas acerca da vida, das ciências ocultas, etc.
Detalhadamente meticulosos ao cuidar de seu lar, deseja que tudo marche com as normas justas, impulsiona tenazmente a seu marido e filhos à consecução do triunfo; sabe se sacrificar se isso for necessário e pretenderá sempre que todos no lar sigam fielmente suas diretrizes.

A MULHER DE SAGITÁRIO
Sociável, extrovertida, magnética, agradável, fina e delicada em seu trato, de sorriso contagiante, graciosa em seu andar, com o porte de uma rainha, agrada-lhe rodear-se de um bom ambiente, especialmente nos interiormente decorados de senhoria e elegância. Acha-se nela os tipos vulgar e superior, e um desses dois poderá se colocar definitivamente; demasiado amante da liberdade e do afã de conhecer terras novas, achar-se-á um pouco frustrada quando recém casada, por se ver presa como um pássaro engaiolado, com desejos de se remontar a alturas e a terras novas. Como os librianos, porém com um pouco mais de intensidade, vê-se rodeada (e necessitada) das alegrias “devoradoras”, e de intensas responsabilidades. Boa dona-de-casa e excelente mãe, pode chegar a renunciar a coisas muito importantes para ela, somente por eles. Júpiter lhe dá sentido de amor pelo misterioso, o longínquo, o inalcançável, o filosófico, o religioso, etc…

A MULHER DE ESCORPIÃO
Mulher vaidosa e magnética em grande medida, resulta ser muito atraente para os homens; ainda que Marte não lhe dê feições especialmente formosas, não deixa de ser agradável, e sua graça não pode passar desapercebida, já que ela é um feixe de nervo erótico. O fogo marcial sexual se manifesta nela, ou numa conquista avassaladora, ou na máxima e real entrega, que pode chegar ao sacrifício.
São empreendedoras, capazes de afrontar responsabilidades difíceis; a intensidade marciana pode fazer com que a ela cheguem indivíduos venusianos negativos e afeminados, que rechaçará com desagrado. Sumamente realista e nada sonhadora, aceita o seu companheiro com as debilidades e defeitos próprios, contanto, é claro, que este possa satisfazer suas necessidades sexuais.
Elegante e refinada, no entanto dista do delicado estilo venusiano; pode parecer bem mais severa e sóbria, porém sem deixar de ser elegante, tanto no seu modo de vestir, como na ordem da casa e dos filhos.

A MULHER DE LIBRA
Sedutora, formosa e encantadora, envolve facilmente a seu companheiro nas “malhas” do matrimonio. Naturalmente se mostrará encantada de ser o centro das atenções de seu homem, de ser mimada e adorada, e dará tudo que estiver a seu alcance; usará toda a magia de seu encanto (dado por Vênus), para reter seu companheiro, não importando que situações hajam. Porém, tal como dá, também quer receber. Seu fanatismo pelo equilíbrio a fará desditada se somente ela for sacrificada.
Necessita de continuadas doses de surpresas e pequenos prazeres. Se tiver feito algum esforço, será para ela a “LEI DO EQUILÍBRIO”; então, que se lhe dê um pouco de ociosidade, de tempo livre, para que possa dar “corda” à sua imaginação. Requer não ser maltratada de maneira alguma, mas se existir alguns probleminhas de atritos, logo os perdoará se receber uma grande dose de calorosa e refinada gentileza.
Formidável colaboradora de seu companheiro para levá-lo ao êxito, em especial no relativo aos conflitos sociais, porém isso se o varão se comportar sempre de maneira galante, sedutora e cavalheiresca para com ela, pois do contrário se sentirá defraudada, ainda que seu marido “seja o mago dos negócios e o rei das finanças”.

A MULHER DE VIRGEM
Tampouco esta dá campo à intimidade; é descontraída e não necessita de afeto, rotineira, perfeccionista, laboriosa e prolixa, às vezes em excesso, amante da ordem e do asseio; afortunadamente, ela pode se adaptar ao companheiro de matrimonio, afrouxando sua rigidez cerebral. Pouco terna, é serviçal, dá conforto e segurança; adora seus filhos e é capaz de todos os sacrifícios, porém será um pouco dura com eles, dada a rigidez do caráter mercuriano, o que revela que Virgem é boa administradora, e dona-de-casa quase perfeita, isso, claro, se não fosse seu exigente perfeccionismo.

A MULHER DE LEÃO
Intensamente felina em seu rosto, nas suas ações, no seu andar, denota por toda parte graça, discrição, altivez e majestade leoninos. Apreciadora de tudo o que realce seu porte de rainha, agrada-a rodear-se de pessoas, e andar em lugares onde possa ser admirada. Aprecia em seu natural ambiente de vida social, os banquetes, as cerimônias, o conforto e a luxuosa estética.
Sabe dominar a seu cônjuge com todas as armas femininas de que dispõe, pois, ela é a que sempre manda, o que invariavelmente o faz. Requer que seu marido professe sua máxima admiração (e, claro, tem que poder admirá-lo muito, do contrário, tudo se acabará). O orgulho poderá obscurecer sua dignidade senhorial, e sempre evitará ofuscar sua presença galharda, admirada e magnífica, de tal modo, que cada passo o tem dado muito bem. O marido necessita ser forte e fiel; do contrário tudo se acabará.
Seu estado de ânimo, geralmente alegre e simpático, pode ver-se de pronto arrebatado por um impetuoso ataque de ira, devastador e cruel, a ponto de poder levá-la a intensas crises nervosas. Enfim, é esposa amorosíssima, formidável mãe e dona-de-casa, de onde irradiará um ambiente principesco.

A MULHER DE CÂNCER
A Lua é um “planeta” nitidamente feminino; portanto, é nesse sexo que as características do signo se encontram mais acentuadas. A sensibilidade da canceriana é realmente agradável: poética, romântica, imaginativa; são laços realmente fascinantes que a muitos homens enlaçam.
Embora sua imaginação a faça sair por vezes da realidade, a ponto de torná-la errante e volúvel, requer uma grande dose de vontade e realismo para retornar novamente ao caminho reto.
Afora isso, a nativa de Câncer é uma boa esposa, que pode suprir a seu marido: cuidados, afetos, romances, detalhes e comodidades que tem efeito ao bem-estar da vida conjugal.
Tende, também, a idealizar seu companheiro, que deve ser dotado de atributos e características invejáveis, etc., a tal ponto que se se decepciona, o golpe pode ser verdadeiramente forte; e aos cancerianos isso lhes afeta muito.
No entanto, conta com grande firmeza interna, e saberá usá-la em si mesma, e também em seu companheiro, em casos extraordinários de necessidade. Como mãe, é muito dedicada, e por vezes exagerada. Viver com uma canceriana é viver com uma “Lua variável”, no que se necessitará compreender consideravelmente.

A MULHER DE GÊMEOS
Mercúrio dá o brilho intelectual, a vivacidade, a sensibilidade e o mistério que outorga também ao homem, fazendo da geminiana uma agradável companheira, porém má dona-de-casa. Agrada-lhe muito o racional, destacando-se em tudo o que se relaciona com a “papelada” e o uso da inteligência; seu critério é muito unilateral e totalmente racional, pelo que, como geralmente acontece, acaba em desavenças com o companheiro de matrimonio. Necessita controlar muito esse “eu” (defeito) de exclusividade e de independência, o que exige ao mesmo tempo uma elevada dose de compreensão de que é demasiado egoísta, no aspecto pessoal, ou seja, que exige sem dar. O volátil mercúrio filosofal, o “áureo azougue”, dá à feminina geminiana muita graça e discrição em seus movimentos, resultando, portanto, muito atrativa para o sexo oposto. Necessita amar bastante a seu marido para adaptar-se às necessidades do lar.
Como o varão, é inclinada a ir “à conquista”, porém, por ser regular, conserva sempre sua dignidade.
Definitivamente não pode estar só, de tal maneira que convém a ela buscar uma tarefa fora de seu lar, coisa que pode fazer sem se descuidar dele.

A MULHER TAURINA
Resulta formidável estar Vênus praticamente encarnado na mulher taurina; a discrição, a graça da encantadora feminilidade, e sensualidade nas expressões e no porte são um verdadeiro encanto, bem dotadas em seu corpo físico; tem meios de harmonizar os corpos internos (astral, mental, etc). Um dos defeitos dos taurinos é o rancor e a constância no odiar, ainda que a mulher taurina seja alegre, além de ser brincalhona e sensual. Formidável para encher de beleza venusiana seu lar, nos arranjos e toques pessoais, plenos de encanto e arte refinados; não é preciso dizer sobre o que se refere à arte culinária que tanto agrada a Touro. Uma mulher taurina é feliz com a arte arquitetônica, agrada-a viver em uma casa de estilo com madeiras entalhadas, ricas cortinas, moveis, tapetes, etc, onde possa receber e dar conforto. Entrega-se plenamente aos seus filhos e ao rol de dona-de-casa, disposta ao sacrifício pelo bem-estar do lar, pois se converte em devota do seu templo-lar e dará o que for para ele, de tal maneira que a esposa ideal, fiel, segura, prestimosa, abnegada, busca em sua casa proteção e encanto (o que exigem os taurinos de seu companheiro), o que tantas vezes é difícil encontrar nas mulheres, por exemplo, nas aquarianas, que só querem sair e andar com suas companhias, esquecidas do caráter doméstico.

É de formidável caráter e estimulante para levar seu marido ao triunfo, pois a ela mesma agrada ascender e melhorar, para o desfrute dos prazeres da vida: festas e acontecimentos do cotidiano.
Mesmo sendo moderada e calma em suas maneiras, no fundo sofre muito pelo seu afã de possessão e zelo. Intensa em virtudes e erros, quando não acha satisfação no matrimonio, uma possível paixão obstinada pode lhe ser muito prejudicial.

A MULHER ARIANA
Gosta de ser admirada pelos homens de tipo marciano (forte e militar), pela sensação de poder de subjugá-los; internamente muito sensual, não o manifesta externamente. Marte a faz impaciente, mandona e superprotetora, em graus que a pode tornar-se molesta. Deseja que seu companheiro ponha sua atenção somente a ela, sendo muitas vezes zelosa e possessiva. Não tolera a infidelidade nem a perdoa facilmente. Possui capacidades diretivas e pode levá-las a cabo com êxito; boa companheira, pode sentir grande admiração e amor por seu companheiro; necessita sentir-se acompanhada por um homem de mais brio e poder de mando que ela.

FONTEGnosis Brasil
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS