Mulheres bem-sucedidas preferem homens maduros e atraentes, diz estudo

Resiliência Humana

Você já notou que mulheres bonitas, jovens e bem sucedidas geralmente têm um homem mais velho (e charmoso) ao lado delas? Isso aconteceu, por exemplo, com a advogada Amal Alamuddin, que no ano passado se casou com o ator George Clooney.

George Clooney era um solteirão convicto, no entanto, não pareceu contrariado ao se unir a uma das advogadas mais poderosas – e belas – do planeta: ela já defendeu Julian Assange, fundador do WikiLeaks, no caso de extradição. O casal que melhor exemplifica o comportamento deu nome ao fenômeno atual: “Efeito George Clooney”.

Um estudo feito em 2010, feita pela Universidade Abertay Dundee, na Escócia, pode ajudar a entender essas mudanças. De acordo com os resultados, mulheres independentes financeiramente preferem um parceiro mais velho – mas nem por isso menos atraente. Isso acrescenta um novo dado à teoria dos psicólogos evolucionistas de que as mulheres procuram homens mais estáveis financeira e emocionalmente.

No estudo, foram ouvidas 3.770 pessoas heterossexuais, com idades entre 18 e 35 anos. Eles responderam a um questionário que avaliou as condições financeiras, as projeções da carreira e as preferências amorosas de cada um. Os resultados indicam que mulheres mais ricas buscam um parceiro mais velho, sim, mas belos.

“O estudo sugere que mulheres com maior independência financeira têm mais confiança na hora de escolher um parceiro; homens mais velhos, atraentes e poderosos são os que mais as atraem”, disse Fhionna Moore, que conduziu a pesquisa. Ela ainda explica que a tendência é que os gostos feminino se aproximem ainda mais do comporamento antes considerado masculino, de preferir jovens e bonitos “aos que podem manter e cuidar de uma criança”, à medida em que elas ganhem confiança financeira.

No entanto, homens parecem estar mais abertos a que elas se destaquem em suas vidas sociais e profissionais. O que isso significa?

De acordo com uma pesquisa conduzida pela professora de antropologia Helen Fisher para o site match.com, o homem está o perder o medo da mulher independente. Ela indica uma mudança significativa nos relacionamentos modernos: actualmente eles procuram por parceiras socialmente superiores.

Segundo os dados coletados no estudo, que contou com a participação de 5.600 pessoas solteiras, a grande maioria dos homens (87%) disseram que sairiam com uma mulher que ganhasse mais. O mesmo número também gostaria de uma mulher que tivesse mais formação escolar do que eles. Apenas 43% querem alguém com nível de educação similar.

Já 89% das mulheres querem um parceiro com senso de independência e 61% não sairia com um cara menos intelectualizado do que elas. Os números, portanto, mostram que o Efeito Clooney não é apenas um efeito de mídia.

FONTEAR
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS