MOLEQUES SÃO PASSAGEIROS, HOMENS FICAM PARA SEMPRE.

Murilo Leal

Sempre me lembro daqueles meninos, moleques, piás – como você preferir chamar alguém que não tenha maturidade – que conheci na adolescência. Todos cresceram, conseguiram se livrar das espinhas e daquela aparência estranhamente típica de adolescentes. Hoje, tem seus empregos e andam por aí barbados e bem vestidos, mas nem todos conseguiram se livrar do caráter que tinham no passado e continuam cometendo as mesmas molequices daquela época.

No dicionário da maioria das mulheres, molequice, é definido por agir com imaturidade. Quem nunca levou um bolo de um moleque ou descobriu que ele mentiu para você dizendo que iria estudar na sexta-feira a noite só para sair sozinho com os amigos? Quem nunca achou estranho o fato de ele ter curtido várias fotos da gostosona da faculdade ou ter desconversado toda vez que você diz que quer conhecer a família dele?

Todas essas mancadas são causadas pela falta de maturidade dos moleques, o medo de assumir um compromisso ou apenas vontade de curtir a juventude livre, leve e solto. Eles não querem assumir algo sério mas querem sempre ter alguém na manga.

MOleques

O principal sentimento que temos quando estamos com alguém que é praticante das molequices é a insegurança. O problema é que essas atitudes nos atingem emocionalmente e só nos fazem mal.

Você nunca sabe se o cara está mesmo na sua e fica arrumando desculpas e justificativas para as pisadas na bola que ele dá. Insiste em acreditar que foi sem querer ou que ele teve um bom motivo, mentindo para si mesma, na esperança de que ele não seja um cara tão mala assim.

Dar um sumiço de alguns dias, sem dar nenhum sinal de vida. Combinar e não cumprir. Te deixar sozinha na festa que os amigos dele deram, na qual você não conhecia ninguém. Recusar-se a andar de mãos dadas com você em lugares públicos. Desmarcar em cima da hora o jantar combinado a semanas. Ficar falando o tempo todo da ex e até te comparar a ela. Mentir que vai para um lugar e ir para o outro. Enfim, a lista é longa. Todas as frases desse parágrafo caracterizam o tal cara infantil que você gosta de acreditar que vai te fazer bem.

E se eu achar apenas moleques?

Amiga, sinto em te dizer, mas esse cara não merece você! Costumo dizer sempre que o amor verdadeiro nos traz segurança. Se o cara não te faz sentir segura no relacionamento, algo errado está acontecendo. Ou com você ou com ele.

Quando você está segura, tem liberdade para perguntar aonde ele vai, você confia que ele te ama e sabe que se a bateria do celular dele acabar, vai dar outro jeito de te ligar. Você sabe que ele age como homem, que assume responsabilidades e não fica com medinho do que os amigos dele vão pensar. Quando você achar essa cara, me faz um favor? Não deixa ele ir embora não, agarra ele para sempre e fique o resto da vida ao seu lado.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Murilo Leal
Um blog que conta a vida de um casal. A ansiedade de ser feliz juntos.♥ Conheça http://casaldoblog.com.br/

COMENTÁRIOS