MÉTODOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA CULTURA DE PAZ

Resiliência Humana

A única maneira de trazer a paz à terra é aprendendo a trazê-la a nossas próprias vidas (Máxima Oriental).

A arte espiritual do relaxamento: como eliminar o estresse do corpo e da mente.Assim como um automóvel parado consome energia se seu motor estiver ligado, muitas pessoas se encontram parcialmente tensas – com uma tensão baixa, média ou alta, de acordo com o grau de nervosismo mental – embora estejam dormindo, sentadas ou recostadas. Dessa maneira, consomem energia, mesmo que seus corpos estejam aparentemente em repouso.
Um corpo que se encontra relaxado e calmo conduz à paz mental.

Primeira técnica de relaxamento

Elimina a tensão dos músculos com a seguinte técnica:

1) Tensione com vontade: com uma ordem da vontade, dirige a energia vital (por meio do processo de tensão) de modo que inunde todo o corpo ou algumas de suas partes. Procure perceber que a energia vibra no corpo ou na parte,
revigorante e revitalizadora;

2) Relaxe e sinta: relaxe a tensão e sinta o formigamento sedativo que produz a renovada vitalidade na parte recarregada;

3) Sinta: sinta que não és o corpo, mas a vida que sustenta o corpo;

4) Perceba: perceba a paz, a liberdade e a crescente expansão da consciência que derivam da calma produzida por esta técnica.

Segunda técnica de relaxamento

Repita três vezes este exercício quanto te sentires debilitado ou nervoso.

1) Inspira e retém o ar nos pulmões;

2) Contrai suavemente e ao mesmo tempo todos os músculos do corpo;

3) Mantém a contração, enquanto conta mentalmente até 20, concentrando-te profundamente em todo o corpo;

4) Expira e relaxa a tensão. A paz na vida cotidiana: princípios e práticas essenciais Se continuamente emites cheques sem renovar os depósitos em tua conta bancária, teu saldo certamente se esgotará. Assim acontece também
com tua vida. Se não fizeres regularmente depósitos de paz na conta de tua existência, tua fortaleza, calma e felicidade se esgotarão e, finalmente, experimentarás falência emocional, mental, física e espiritual. A comunhão
diária com Deus na meditação aumentará, incessantemente, o saldo de tua conta bancária interior.

Todos já experimentaram, ocasionalmente, em menor ou maior grau, um estado de nervosismo, sem saber por quê. A inquietude e a excitação emocional concentram demasiada energia nos nervos. Como consequência, eles começam a desgastar-se. Com o passar dos anos, os efeitos perniciosos desse nervosismo começam a se manifestar. Os nervos são
muito resistentes – Deus os fez assim porque precisam durar a vida inteira – mas é necessário oferecer a eles os cuidados adequados. Quando não estás sobrecarregando teu sistema nervoso, como acontece quando te encontras em sonho profundo ou quando experimentas o estado de calma da meditação, o nervosismo não pode mais te importunar.

Qualquer excitação violenta ou persistente, seja mental, emocional ou física, perturba e desequilibra intensamente o fluxo de energia vital em todo o mecanismo sensomotor e nas lâmpadas dos sentidos. Se conectarmos uma lâmpada de 120 volts em uma corrente de 2.000 volts, ela se queimará imediatamente. Da maneira análoga, o sistema nervoso não está feito para suportar a força destrutiva das emoções intensas, nem dos persistentes pensamentos e sentimentos negativos .Outra causa do nervosismo, embora não sejas consciente dela, é o ruído contínuo dos aparelhos de rádio e televisão que permanecem ligados durante horas. Todos os sons estimulam uma reação nos nervos. Uma investigação realizada pelo Departamento de Polícia de Chicago demonstrou que se os seres humanos não estivessem submetidos ao
bombardeio dos sons da vida moderna, que são especialmente estridentes nas cidades, poderiam viver mais anos.

Aprende a desfrutar do silêncio; não escute rádio ou televisão durante horas e horas, nem os tenha vociferando
sem sentido, como som de fundo, todo o tempo. Todos os tipos de carne de animais superiores, sobretudo de vaca e
porco, provocam danos ao sistema nervoso, pois provocam excitação e agressividade. Evita ingerir muito amido, sobretudo aqueles elaborados com farinha refinada. Inclui em tua comida grãos inteiros, queijo fresco e muita
fruta, assim como sucos de frutas e vegetais frescos. Cabe dizer que as bebidas alcoólicas e as drogas destroem o sistema nervoso. Mantém-te afastado delas.

Uma bebida iogue que é muita boa para o sistema nervoso prepara-se adicionando açúcar moído e suco fresco de limão a um vaso de água. Deve misturar cuidadosamente na proporção adequada para que o sabor seja doce e ácido por igual. Tenho recomendado essa bebida a muitas pessoas, com excelentes resultados.

Superar o medo

Expulse o medo ! Que tens a temer? Inclusive um pequeno medo, tal como a insensata apreensão à escuridão ou a preocupação por algo que poderia acontecer, altera os nervos mais do que é capaz de imaginar Nunca te sintas assustado diante de nada. O temor é uma forma de nervosismo. Enquanto não morreres, significa que estás vivo. Portanto, porque haveria de sentir medo? E uma vez que estás morto, então tudo estará terminado e não poderás recordar de nada. Então, por que se atormentar?O medo provém do coração. Se alguma vez sentes temor a uma
enfermidade ou a um acidente, inala e exala profunda, lenta e ritmicamente, várias vezes, relaxando-te com cada exalação. Esta prática ajuda a normalizar a circulação. Se teu coração está realmente tranquilo, não
poderás sentir medo algum.

VIA P. Yogananda
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS