EQUILÍBRIO ! MATERNIDADE E LIDERANÇA.

Algumas mulheres encontram satisfação na vida familiar, outras na carreira e outras conciliando ambas. Apesar de parecer ser uma tarefa desgastante, equilibrar as demandas da carreira com a maternidade e a vida doméstica é completamente possível.

O trabalho e a família são tradicionalmente conceitualizados como duas esferas diferentes – e geralmente conflitantes – da vida. Por isso, acredita-se que tentar conciliá-los é uma fonte de estresse e de problemas físicos e emocionais. Contudo, uma série de estudos começa a questionar essa visão. No livro Women at the Top (ou Mulheres no Topo, em tradução livre), as autoras Diane Halpern, que presidiu a American Psychological Association, e Fanny Cheung, da Universidade de Hong Kong, citam uma pesquisa feita pelo Families and Work Institute. De acordo com a pesquisa, profissionais que colocam uma ênfase maior no trabalho apresentam níveis de estresse bem mais elevados do que aqueles que enfatizam trabalho e família. O mesmo ocorre com quem foca apenas na família.
Ao contrário do que se pensava, focar só no trabalho ou só na família desgasta mais do que conciliar família e carreira. O desgaste elevado é provocado pela falta de planejamento e de gestão eficiente do tempo, falta de apoio no ambiente familiar e falta de motivação e objetivos de carreira. Em outras palavras, talvez não seja a tentativa de conciliar carreira e família que cause o desgaste, mas o modo de se fazer isso.

Quatro etapas para o equilíbrio
Lidar de modo eficaz com os aspectos apontados (objetivos, gestão do tempo, controle do estresse e família) é o segredo das mulheres que conseguiram evoluir em suas carreiras e, ao mesmo tempo, manter uma vida pessoal e familiar gratificante e satisfatória.

 

1ª Etapa – Definição de prioridades e objetivos

 
Trata-se de definir prioridades e objetivos para a vida profissional, familiar e pessoal. Nenhum desses aspectos deve ser deixado de lado – especialmente os objetivos pessoais. Por mais que a mulher esteja focada em seus objetivos profissionais e familiares, esquecer-se de si mesma é algo capaz de desequilibrar todas as outras dimensões da vida.
Apenas para lembrar:
Prioridade é aquilo que é mais importante na vida de uma pessoa
Os objetivos devem estar de acordo com as prioridades

2ª Etapa – Gestão do tempo

Para gerir seu tempo de modo eficiente, planejar atividades, compromissos e manter uma agenda são fundamentais para tirar o máximo proveito de seu tempo.

3ª Etapa – Controle do estresse
Controlar o estresse inclui identificar as causas (ou estressores) e elaborar estratégias para lidar com eles. Técnicas para lidar com estressores incluem:
Cuidados com a saúde
Alimentação saudável
Exercícios físicos, lazer e relaxamento
Resolução de questões emocionais
Também é importante observar que o controle do estresse requer uma gestão eficaz do tempo e também pode exigir mudanças de hábitos e de atitudes (principalmente no que diz respeito ao autocontrole e à inteligência emocional).

4ª Etapa – Projeto de vida familiar

Refere-se a ter objetivos, rotinas e atividades aceitos e partilhados por todos os membros da família. O projeto de vida familiar gera apoio e participação entre os familiares, além de fortalecer os laços e contribuir para tornar os relacionamentos mais saudáveis. Faça as seguintes perguntas para si mesma e comece a pensar sobre seu projeto:

Quais são os objetivos de sua família?

Todos conhecem e estão de acordo com esses objetivos?

De que forma esses objetivos estão sendo atingidos?

Todos estão participando para atingir esses objetivos?

Quais são os valores que a sua família partilha?

 

 

VIAFlora Victoria
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS