Jamais se envolva com um homem casado

Aline Felix

Este é um dos maiores erros que uma mulher pode cometer na vida.

Dois indivíduos sem nenhum pingo ou gotícula de caráter se envolvem para a infelicidade de uma pessoa. Sim, aquela que está casada com o homem que você está saindo. A pobre coitada, enganada.

E sem demagogias baratas, não existe essa de que só o cara tem culpa por ele ser casado. Não, a mulher que se envolve com um cara assim tem culpa também. É falta de caráter, de amor ao próximo e de humanidade.

Já estive dos dois lados da moeda (cara e coroa) e é horrível os dois mundinhos. Mas só pude comprovar isso passando pelas duas situações. A vida me fez enxergar de uma maneira prática e objetiva que o que você faz aos outros, um dia voltará para você. Quer queira ou não!

Mas quando a gente é a amante, se sentindo a rainha, sentadinha na cadeirinha de “filha, senta e chora porque ele me quer”, confesso, não pensamos muito na outra mulher, no que ela passa ou sofre enganada por um cafajeste e uma vadia louca.

Quando eu tinha 19 anos, me envolvi com um homem casado. Ele tinha 38 anos e era meu chefe. Vivia dizendo que o casamento era um inferno. O que aliás, anos mais tarde, descobri que todo homem que trai joga esse papo. Afinal de contas, filho e circunstância nenhuma segura casamento. Está ruim? Separe! Mas é muito mais conveniente e delicioso viver com duas ou três mulheres, correto?

Sim, para eles, mas vamos mudar este pensamento. Às vezes é necessário dar chance aos dois de construir uma nova vida.

Sei que soa muito mais simples escrevendo, como se fosse fácil. Mas descobrir uma traição e ter que conviver o resto da vida por aparências, deve ser pior ainda.

Por isso, se ame em primeiro lugar.

Homem por aí tem de monte e você não precisa se prender a um que te trai ou traiu por pura comodidade ou medo de refazer a sua vida.

Pois bem, quando eu e o senhor garanhão estávamos juntos – sim, ele se achava, era tudo muito perfeito. Bom, para mim na época parecia. Recebia migalhas e dias e horas contadas. Mas via como um tempo longo, que dó de mim, pura ingenuidade na época.

Os aniversários e festividades eu estava sempre sozinha. Não podia apresentá-lo como namorado ou um simples ficante. Era humilhante, mas confesso, não pensava nisso. Eu não estava nem aí, mas hoje eu olho para trás e penso no quanto eu fui ridícula.

A gente quando embarca em um caso amoroso vê as coisas de um jeito tão encantador. É como uma cegueira. Você não enxerga errado, certo, só enxerga a pessoa que você quer. E não importa quantas pessoas vai ter que pisar para estar ali.

Hoje entendo perfeitamente quando dizem que o coração e a razão devem andar juntos, mas que acima de tudo deve-se manter o caráter.

Atualmente consigo ver o quanto fui baixa, e talvez, só tenha percebido tudo isso e me arrependido quando passei por uma situação bem parecida.

Fui traída e perdoei. E então, voltou a se repetir. Quando se perde o respeito acabou o amor. Sabe por quê? Porque ambos andam juntos.

Se você ama, é claro que você respeita. E respeito tem que ser mútuo.

Anos mais tarde esbarrei algumas vezes com casal que quase destruí o casamento, e penso no quanto tudo isso me fez mal, mas também me fez crescer. É claro que nunca vou esquecer disso, fica marcado na minha história e vida para sempre.

Mas não serei hipócrita dizendo que me arrependendo de ter saído com este cara. Eu fui apaixonada por ele, mas sofri porque mereci. Me arrependo de toda situação que fiz a mulher dele passar, mas enfim. Passou!

Não sou santa ou madre Teresa, mas já fui uma vadia louca. Meu passado pode até me condenar, mas quem sou hoje é uma reflexão do que passei. Graças a Deus alguém inventou a palavra evolução e deu sentido a ela.

Mas a verdade, é que quando a gente se envolve com um homem comprometido, a intenção não é arrancar ninguém de ninguém. Começa com curiosidade e aventura. Por isso, ocupem suas mentes, vá atrás de curiosidades construtivas e não destrutivas.

Como qualquer pessoa, a gente se envolve. E o homem faz de tudo para te conquistar.

E de uma aventura boba de “só essa vez”, passa a ser vivida de um a dois anos. E de repente, já está sentindo ciúmes de um homem que você nem tem o direito de questionar ou exigir algo.

Por isso digo, é a PIOR besteira que uma mulher pode cometer.

Fuja dos homens casados e lembre-se que se ele trai a mulher para ficar contigo, posteriormente no futuro pode vir fazer o mesmo contigo.

Um homem quando descobre um caminho, não esquece mais. Ainda mais se está ao lado de uma mulher que vive perdoando esse tipo de coisa.

Se você se ama em primeiro lugar e reconhece seu valor, de fato, será extremamente difícil cair nas garras desse amor “gostoso”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Aline Felix
Nascida em 1989, na cidade de São Paulo é formada em jornalismo pelas Faculdades Integradas Rio Branco. Blogueira e metida a escritora é apaixonada por prosas, crônicas e contos. Seus sentimentos e pensamentos ela expressa em seu blog “pelos olhos da cidade”. Dedicada, esforçada, exageradamente dramática e otimista, procura ver a vida de uma forma simplista. É uma antítese incessante.

COMENTÁRIOS