Ia ser legal meu colorido e seu preto e branco mas você não quis

Gabi Barboza

O tempo é rei. E ele vai levar tudo isso. Você quis o preto e branco pra sua vida. O tempo vai curar a dor que sinto agora. Quisera eu que minhas palavras me servissem de remédio.

Daqueles que tiram a dor em uma hora. Quisera eu ficar livre de tudo que sinto agora mesmo, ao colocar o último ponto final nesse artigo. Mas a vida não me dá esse tipo de cortesia.

Não preciso da sua atenção. Não quero as suas migalhas. Tudo isso vai ser passado daqui um tempo e eu vou sair mais forte disso. O que você fez, vai ser motivo de riso. Por que terei crescido.

Quando decido apertar o foda-se pros sentimentos, sou mais fria que esse seu silêncio idiota. Não jogo pra perder e comecei a jogar agora. O problema é esse. O seu preto e branco não vai vencer a minha frieza. Aceitei que te perdi.

Por que você quis assim. E agora você é algo que meu orgulho vai fazer com que se torne passado. O ego aqui é forte, mas o orgulho mais ainda. O seu silêncio dói. Ele é frio e covarde comigo. Eu só quis o seu bem.

Mas isso vai passar. Vai passar. Vai passar. Vai passar. Se não passar logo, ao menos servirá de mantra.

Vai passar. Vai passar. Vai passar. Vai passar. Mantra da romântica tola que apelou aos 48 do segundo tempo e foi ignorada.

Vai passar. Vai passar. Vai passar. Vai passar. Mantra da otária que acreditou que era só falta de tempo da sua parte.

Vai passar. Vai passar. Vai passar. Vai passar. Mantra da maluca que quis estar ao seu lado, de verdade.

Vai passar. Vai passar. Vai passar. Vai passar. Mantra da boçal que quis te fazer feliz, de graça e te tirar desse preto e branco que você preferiu.

Vai passar. Vai passar. Vai passar. Mantra da imbecil que seria sua sem dificuldade, sem jogos.

Vai passar. Vai passar. Vai passar.

Viva o preto e branco que você escolheu. Vamos ser felizes, cada um pro seu lado. Vamos nos ignorar. Ver quem é mais cruel. Vamos nos digladiar até um cair.

Mais que já caí nessas palavras. Vamos fazer com que nossos momentos virem nada. Vamos anular nossos sentimentos. Fica aqui a minha alma rasgada. Assumindo que perdi, acontece!

Vou seguir vivendo em meu mundo colorido e te permitir seguir o seu. Esse mundinho preto e branco de quem não sabe amar ninguém. Muito menos ser amado. Se isso era o seu jogo, eu achei melhor sair.

E quando passar por mim, não me olhe. Não seja idiota a ponto de me olhar como se eu fosse a visão mais linda do mundo. Seja coerente com o que fez o meu orgulho gritar. Seja gelo. Seja ignorância.

Eu serei algo pior, conduzida pelo meu orgulho. Dar sentido ao seu mundo preto e branco mais do que já tem. Você vai lembrar dos meus sorrisos. Das nossas conversas que iam pra rumos diferentes do início.

Vai sentir falta do quanto eu te fazia bem. Mas verdade seja dita: uma ode ao preto e branco que você escolheu! Vá vivê-lo, hoje quem lamenta sou eu. Daqui um tempo será você. Eu teria sido uma parceira incrível para você.

Ia ser legal meu colorido e seu preto e branco mas você não quis. O que sinto agora, claro: vai passar!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





Gabi Barboza
É graduanda em Psicologia, tem 32 anos. Como o que faz o mundo dela girar, são as pessoas, trabalha com Recursos Humanos. É mineira, bem casada com um Gaúcho lindo. Mora em Porto Alegre desde 2012. Está sempre lendo e ama escrever. Se sente rica, por ter vários livros em uma estante que é o seu tesouro. Ama se engajar em causas sociais, crê que a única coisa que levamos desse mundo, é o que plantamos. E que as boas obras, são fundamentais.

COMENTÁRIOS