Homens com pelos no peito são mais inteligentes, afirma pesquisa

Resiliência Humana

O que Robin Williams, Tony Ramos, Peter Sellers e Charles Darwin têm em comum?

A princípio nada, mas uma pesquisa realizada por estudantes de medicina nos EUA comprovou que homens com muitos pelos no peito são mais inteligentes.

O professor Aikarakudy Alias, de Saint Louis (Missouri), foi o responsável pela direção do estudo que analisou vários níveis de pelos no peito. Os resultados mostraram que 45% dos médicos com maior rendimento profissional tinham peito bastante peludo. Parece que temos sido errado para amortizar homem medalhão .


Dr. Aikarakudy Alias ​​, um psiquiatra, que tem vindo a trabalhar sobre a relação entre os pelos do corpo e da inteligência por 22 anos, disse ao oitavo Congresso da Associação de Psiquiatras Europeus ontem que peitos peludos são mais provável de ser encontrado entre os médicos e os altamente qualificados que na população em geral.

A descoberta também seria válida para outros segmentos da sociedade, informou a reportagem do “Independent”. Um estudo com membros do Mensa (clube de superdotados com QI de pelo menos 140) também apontou uma tendência para peitos peludos. O especialista citou os atores Robin Williams e Peter Sellers, o jogador de xadrez Garry Kasparov e o cientista Charles Darwin como expoentes masculinos gênios com peito peludo.

Para os que não têm pelos no peito, não é preciso se desesperar. “Homens com pelos do corpo abundantes tendem a ser mais inteligente , mas também há homens muito inteligentes, com pouco ou nenhum cabelo do corpo. Albert Einstein não tinha pelos no corpo, assim como Muhammed Ali”, enfatiza Alias.

FONTEManual do homem Moderno
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS