Exercícios mentais para emagrecer

Resiliência Humana

Os exercícios mentais para emagrecer incluem práticas como aumentar a confiança na própria capacidade de ter sucesso, identificar obstáculos e pensar em soluções antecipadas para eles e reaprender a lidar com a comida.

Esse tipo de exercícios vem sendo bastante utilizado porque o excesso de peso não é causado apenas por exageros na alimentação, mas também porque a mente falha ao controlar o comportamento alimentar, e passa a sabotar tentativas de emagrecimento.


1. Imagine e dê forma ao seu sucesso
Diariamente imagine como irá se sentir após atingir sua meta de peso e estilo de vida. Para isso, deve-se imaginar o corpo, as roupas que poderá usar, os lugares que passará a frequentar por sentir-se bem, e a satisfação que sentirá com a sua nova imagem, nova saúde e autoestima elevada como se já fosse algo conquistado.

Fazer esse exercício trará grande satisfação para a mente e irá criar poderosas emoções positivas, que irão estimular novos esforços e trazer mais confiança na futura conquista.

2. Escreva seus desejos
Passar para o papel os desejos é uma forma ainda mais poderosa de focar a mente e fortalecê-la para a conquista. Escreva que roupas irá usar, que tamanho de calça jeans deseja comprar, quais praia irá frequentar de biquíni, quais passeios irá fazer, como será a rotina de atividade física e até quais remédios deixará de tomar ao ganhar saúde.

Escreva também as suas conquistas diárias e quanto elas são importante por te deixarem mais próximo do objetivo final. Cada conquista deve ser vista como um passo a mais para firmar a mudança, que deve ser definitiva.


3. Encontre motivos para se amar
Encontre pontos positivos no seu corpo, desde o cabelo até o formato das mãos e dos pés. Aceite sua altura e seu tipo de curvas, sem desejar se encaixar em padrões de beleza que são completamente diferentes da sua estrutura corporal e genética.

Admirar-se e imaginar a melhor forma para o seu corpo é colocar objetivos reais na sua vida, e não buscar uma perfeição imposta pela mídia e que seu corpo nunca poderá conquistar.

4. Você escolhe o quanto come
Tomar atitudes de comando diante da comida é importante para sair de rotinas viciantes como atacar uma barra de chocolate inteira ou sempre comer uma sobremesa depois do almoço. Essas atitudes de comando incluem ações como:

Não comer o que sobrou apenas para a comida não ir para o lixo;

Não repetir o prato;

Colocar limites para a quantidade de guloseimas que irá comer: 1 bola de sorvete, 2 quadrados de chocolate ou 1 pedaço de torta ao invés de comer tudo de uma vez.

Lembre-se de que você decide o quanto irá comer, e que a comida não irá mais dominar suas emoções.

5. Planeje saídas para os obstáculos
Preveja quais obstáculos irão surgir ao longo do processe de emagrecimento ou ao longo de cada semana. Escreve no papel quais atitudes você irá tomar para se controlar no aniversário do sobrinho, no casamento de uma amiga ou na viagem com a turma.

Planeje como irá continuar praticando atividade física na semana de provas e que bebida irá tomar para evitar o álcool no churrasco de domingo com a família. Prever e se preparar antecipadamente para os problemas é encontrar soluções que serão postas em prática de forma muito mais fácil e eficaz.

6. Pare de ter medo da comida
Esqueça que o chocolate engorda ou que a fritura é proibida. Em uma dieta equilibrada, todos os alimentos são permitidos, a diferença é a frequência que eles são consumidos. Fazer dieta muitas vezes implica pensamentos de restrição, ansiedade e sofrimento, o que predispõe o cérebro a desistir, pois ninguém gosta de sofrer.

Lembre-se sempre que nenhum alimento engorda nem emagrece, e que você pode comer de tudo, desde que encontre o seu equilíbrio. Veja quais os Primeiros passos para emagrecer com reeducação alimentar.

7. Procure prazeres alternativos
Seu cérebro não relaxa e se satisfaz apenas com comida, por isso identifique e anote outras fontes de prazer e contentamento. Alguns exemplos são sair com os amigos, fazer uma caminhada ao ar livre, passear com o animal de estimação, ler um livro, dançar sozinho em casa ou fazer trabalhos manuais.

Esses prazeres poderão ser postos em prática em momentos de ansiedade, nos quais a tendência anterior seria comer doces ou encomendar uma pizza pelo telefone. Tente se obrigar a primeiro tomar uma atitude de prazer alternativo, pois assim a comida ficará sempre em segundo plano.

FONTETua Saúde
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS