EU PODERIA IR EMBORA, MAS QUERO FICAR…

Murilo Leal

É isso aí. Um dia decidimos ficar juntos. Ninguém mandou. Ninguém obrigou. Apenas decidimos ficar unidos. Não que não estávamos juntos antes, é que agora estar sozinho será impossível. E quer saber? Está bem melhor assim! Era o momento do passo a mais.

Há quem diga que isso realmente é a pior decisão que alguém pode tomar, há outros que dizem que não sabiam viver antes de se unir ao outro. A verdade é que alguns gostam da ideia do pra sempre e outros nem tanto.

Acho que é por isso que as piadas sobre o tema fazem tanto sucesso. É uma grande piada pensar que duas pessoas com duas bagagens diferentes decidem ir para o mesmo destino, mesmo sem saber direito onde é. É… depois que casamos, a gente precisa aprender a rir mais das coisas mesmo. Até o riso solitário perde o sentido de ser.

Passa muito rápido. Quando menos esperamos, ele está lá atrás de um anel que atenda os gostos pessoais dela, mas que não seja tão caro para seu bolso e ela, igualmente determinada, vive atrás de um vestido caro pensando qual será a estratégia para convence-lo que é o único que ela encontrou na cidade do seu gosto. Eu acho bonitinho esse jogo de casal.

Logo depois, o grande dia chega. Ele vê todos os familiares de ambos lá e pensa: “O negócio era sério mesmo”. Ela, por sua vez, só pensa em sorrir enquanto todos a olham entrando pelo corredor que ela mesmo mandou enfeitar.

Enquanto ele nota que ela está realmente linda, pensa: “Uau! que sorte a minha.” Todos do recinto também notam a beleza dela. Bem que dizem por aí que o casamento é formado por uma noiva maravilhosa e exuberante e um carinha bem arrumadinho em pé ali do lado dela.

Olhares vem e vão e os dois precisam jurar no meio de todos que nada, absolutamente nada, nem mesmo a pobreza completa ou as doenças terminais faram sentir saudades da comida da mamãe.

Um segundo depois de todas aquelas palavras lindas, os dois continuam em pranto – um choro otimista, claro – e comprometem-se a trabalhar a auto-estima um do outro, a não ligar para as toalhas molhadas ou os cabelos compridos no ralo e sobre tudo a enfrentar os problemas mais sérios juntos.

Ah! E nada – lembram eles – absolutamente nada vai influenciar negativamente o que um sente pelo outro. Isso inclui também os quilos a mais dele e até aqueles dias em que ela não pode ser provocada. Isso inclui as reclamações dele sobre o chefe irritado e as delas sobre a colega de trabalho que tem inveja dela.

Muitos dos que fizeram esse ritual todo, estarão divorciados algumas décadas depois. É, eu sei, não gostaríamos que fosse assim, mas nem todos sabem bem o que significa sempre. A vida também as vezes nos coloca em cada enrascada!
Mas também, sei que muitos continuarão esquecendo as datas especiais e fingindo que sabiam ou discutindo onde é melhor investir o dinheiro da poupança, ou até decidir o lugar ideal para irem visitar nas férias.

Problemas complexos do tipo: “Qual é o melhor lado do rolo do papel higiênico?” podem até ameaçar a tirar a paz, mas não a acabar com amor.. a gente sempre escolhe ficar.

Você deve estar se perguntando: Porque então as pessoas se casam? Bom, eu poderia não ter entrado nisso, mas escolhi, eu quis seguir o desafio de viver com alguém para sempre.

Com o tempo vamos aprendendo que o amor do jeito que a gente sonha só serve para os roteiros cinematográficos, mas aqui na vida real, o amor é muito mais que um beijo técnico entre a Jennifer Anniston e o Ashton Kutcher.
O principal aqui a ser discutido é, queira você ou não, o casamento é uma instituição que vale a pena buscar e proteger, não só pelo fato que podemos compartilhar uma vida, mas porque achamos que viver de verdade só vale a pena se for para viver a dois.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Murilo Leal

Um blog que conta a vida de um casal. A ansiedade de ser feliz juntos.♥
Conheça http://casaldoblog.com.br/


COMENTÁRIOS