EU ou NÓS?

 

Há algum tempo tenho percebido a forma com que muitas pessoas usam estes dois pronomes em uma frase: EU e NÓS, sobretudo quando querem colocá-los como sujeito de algo que foi realizado.

Muitos de nós quando desejamos enaltecer dizemos assim:

EU fiz isso, EU fiz aquilo.

Em inúmeras situações várias pessoas colocaram a “mão na massa”,  o que foi realizado teve a participação de uma equipe, família, dupla, time, enfim, de um grupo, mas o “EU” fala mais alto.

Quando desejam externar aos outros o poder que exercem no seu entorno, dizem assim: EU quero que seja assim, ou EU não aceito de outra forma, sendo que o “EU” neste caso, está cumprindo um papel de representar uma empresa, uma família, que é composta por várias pessoas.

Percebo também que existe uma conduta paradoxal. Muitos de nós quando desejamos incluir alguém em nosso “barco”, ou seja, mostrar aos outros que outras pessoas pensam como nós, ou ainda evidenciar que os outros concordam conosco, escolhemos neste caso usar o NÓS:

NÓS temos mania disso; NÓS acreditamos que aquilo seja o certo, nós somos muito egoístas ou algo do gênero.

Não há julgamento de minha parte, até porque ao refletir, certamente já agi também desta maneira,  meu desejo é chamar a atenção para a responsabilidade que temos em assumir somente o que é nosso, assim como a responsabilidade de celebrarmos aquilo que é resultado de uma equipe, da união de mais pessoas.

Eu acredito que se você deseja expor sua opinião ou se justificar de algo, talvez o mais consciente seja o emprego do pronome na primeira pessoa, como por ex: EU penso isso; EU acredito naquilo; EU não consegui realizar  a tarefa em razão disso ou daquilo; EU sinto que poderia ser melhor nisso.

Da mesma forma quando desejar expor o resultado de algo, desempenho, ou ainda algum feito, reflita se realmente você realizou sozinho, muito provável que não, talvez esta seja uma linda oportunidade de você celebrar uma conquita com aquelas pessoas que caminham a seu lado tantos anos e nesta hora usar o NÓS.

Com alegria,

COMPARTILHAR
Fabrizio Saiter
Terapeuta Transpessoal e Organizacional -Despertar nas pessoas o interesse de se conhecerem melhor, através da escolha em participar de nossos treinamentos e cursos. E com amor e doação, contribuir em seu caminho.email: [email protected] -Atendimento terapêutico: Clínica ITK – São Paulo – SP - Rua Joaquim Távora, 1373 – Vila Mariana - Fone/Fax: (11) 5549-8314 - Espaço Quântico - Endereço:Rua Prudente de Moraes, 954, Centro - Jundiaí- SP Telefone: (11) 989572123



COMENTÁRIOS