Eu não costumo dar muitas explicações

Na verdade, não gosto de dar explicações para nada. Gosto de tudo certo apesar de ser toda errada. Um pouco injusto, eu sei, mas eu sou assim.

Sou verdadeira, honesta, e na maioria das vezes até demais. Me alimento diariamente de altas doses de intensidade, atrevimento e uma pequena dose de ‘se não for do meu jeito, eu não quero’. Quando amo, eu amo com tudo que existe em mim. Sou capaz de cruzar oceanos, brigar com o mundo e ir além, muito além.

Quando não gosto, eu brigo mesmo, choro mesmo, esperneio e faço pirraça.

Ninguém precisa aceitar, só estou dizendo que sou assim

A contradição também adora andar de mãos dadas comigo, hoje eu sou, mas amanhã já não sou mais, hoje eu quero, mas amanhã tanto faz. Entendeu? Você me entende? Não, né? Nem você, nem ninguém. Mas tudo bem, eu aprendi a me virar, me jogar, cair e levantar, sozinha porque assim é melhor.

Explicações sobre o que penso

Eu me dou o direito de mudar de opinião sempre que quiser, eu me dou o direito de pôr um fim a qualquer situação que não esteja me fazendo bem. Eu não dou satisfações, não vivo de opiniões alheias. É, eu sei, eu tenho esse jeito ‘meio assim’.

Falando em opinião, eu não tenho medo da sua, o seu dedo apontado pra mim não me intimida, nem por um segundo, porque da minha verdade, só eu sei. Posso até te deixar entrar no meu mundo por alguns segundos, mas se quiser ficar, vai ter que fazer por merecer e se não quiser, bom a porta da rua…

Eu já não tenho medo da solidão, porque nos tornamos melhores amigas. Ela contou tantos segredos sobre mim que eu nem imaginava.

Explicações sobre minha alma

A solidão é legal, jamais tenha medo dela

Trate-a com carinho e prometo que ela vai te ensinar tanto sobre a vida, sobre o mundo, sobre tudo. Apesar de tantos pesares, eu gosto de mim. Mesmo apanhando por tanto tempo, ainda assim aguento e sigo de pé. O coração pode parecer gelado, mas ele ainda vai se derreter quando for tocado, acariciado e cuidado por alguém que saiba como curar corações.

Não me julgue somente por aquilo que você vê. Eu mostro só o que eu quero e não devo explicações

Existe muito mais de mim e esse muito eu guardo para poucos, porque eu decidi que fosse assim. Você sabe meu nome, mas não sabe minha história, você pode ver e tocar meu corpo, mas poucos conhecem a minha alma. Me calo quando mais preciso falar, e às vezes meu silêncio reflete minha dor, mas quanto maior a dor, maior é o meu sorriso.

Não diga que sabe tudo sobre mim e não leve para o pessoal, não é você, sou eu. Um paradoxo, sem mais nem porquês.

COMPARTILHAR
Wandy Luz
Jornalista, colunista, filha do Universo e amante da liberdade. Um ser humano que se encanta a cada dia mais com os mistérios da vida e suas dimensões. Escrever pra mim é desejar e eu desejo que seu espirito seja livre e a alma plena. Que o sonhar traga esperança e que a dor traga entendimento. Em minha jornada fiz como missão questionar e explorar os mistérios desse segredo que e viver.



COMENTÁRIOS