Emoções e o fluxo energético

 

“Um funcionamento inadequado da Psique pode causar tremendos prejuízos ao Corpo, da mesma forma que, inversamente, um sofrimento corporal pode afetar a Psique; pois a Psique e o Corpo não estão separados, mas são animados por um mesma vida….” (Carl Gustav Jung)

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, temos em nosso corpo uma energia, uma energia vital única que percorre e inunda todo o corpo, incluindo a mente e a alma. Inunda e percorre tanto interna, quanto externamente, nutrindo todos os Órgãos, as vísceras, os tecidos, a pele, o cérebro, os pensamentos e até mesmo, as emoções!

Enquanto essa energia fluir harmonicamente, constante e equilibrada, entre o Yin e o Yang , temos SAÚDE. Quando, por deficiências ela paralisa, bloqueia ou se acumula, temos os desequilíbrios energéticos. Dependendo da localização e do tipo desse desequilíbrio, o corpo vai dar um sinal. Esses sinais são as nossas doenças, aqui do Ocidente. As dores, o mau funcionamento dos órgãos , o metabolismo lento, a compulsão e o apetite desenfreado, os vícios, a irritabilidade, a ansiedade, a insônia, etc.

Os chineses consideram que as causas psíquicas são capazes de provocar isoladamente a desorganização de todo o sistema energético corporal e causar várias doenças, desde a insônia até os tumores.

Dentre os fatores de desequilíbrios internos estão as emoções. Mas, as emoções em si NÃO são causadoras de desequilíbrios, pois são inerentes a natureza humana. É normal SENTIR uma variedade de emoções em diferentes circunstâncias. Porém quando as emoções são prolongadas, intensas, reprimidas ou não admitidas, afetam o equilíbrio interno do indivíduo, levando a uma alteração do fluxo de energia, tornando-se causas de desarmonia nos órgãos e vísceras, gerando DOENÇAS.

Quando reprimimos o movimento da RAIVA, a cabeça lateja e os olhos ardem;

Quando impedimos as lágrimas da TRISTEZA, os pulmões não acham o ar e o peito aperta;

Quando nos PRÉ-OCUPAMOS demais com as coisas que talvez nem aconteçam, o estômago queima e as úlceras aparecem;

Quando NÃO deixamos a ALEGRIA cantar e dançar, feito crianças, nosso coração se agita, a pressão sanguínea sobe e não encontramos mais os sonhos nos bons sonos diários;

Ou quando nos paralisamos com o MEDO, os ossos são consumidos levando a osteoporose ou nossa urina se empedra levando as pedras nos rins!!!

“Se você ouvir o seu corpo quando ele sussurra, você não terá que ouvi-lo gritar.”

A terapia psicológica associada a acupuntura pode ajudar seu corpo a retomar seu fluxo energético vital encontrando a SAÚDE FÍSICA, MENTAL E EMOCIONAL.

COMPARTILHAR
Juliana Lotumolo
Juliana Lotumolo - Acupunturista no Instituto Tadashi Kadomoto- Professora e Mestre Reikiana E-mail [email protected] Graduação em Farmácia Industrial e Bioquímica pela PUCCAMP, com especialização em Patologia Clínica e Mestrado pela UNICAMP.   Pós-graduação em Acupuntura e Auriculoterapia Chinesa e Francesa pelo CETN (Centro de Estudo de Terapias Naturais)  Terapêutica holística pelo Método de Autocura Havaiano Ho’oponopono. Reikiana nos sistemas Usui, Tibetano, Osho e Neo-Reik e Reiki Master no Usui Shiki Ryoho pelo Instituto Reiki Tradicional de Campinas (IREIKITC) com a Mestra Sônia Regina Arendt. Terapeuta transpessoal (em formação) pela Alubrat Campinas Formação (cursando) em técnicas de Expansão da Consciência pelo ITK



COMENTÁRIOS