Elas não gostam de homens tolos!

Fabiana Dainese Mauch

As mulheres admiram e valorizam os homens sensíveis, não os tolos. Engana-se quem pensa que sensibilidade converge para a tolice, vamos então esclarecer alguns pontos importantes deste contexto:

A sensibilidade é uma característica admirável e sublime. Um homem sensível é compassivo e pode ter seus sentimentos facilmente feridos devido a fatores externos. Por outro lado, esta característica o torna cuidadoso nos relacionamentos, respeitando a mulher e os seus sentimentos acima de tudo, demonstrando que se importa e fazendo das pequenas coisas, acontecimentos para serem lembrados eternamente! Homens com essas características, geralmente são bastante valorizados e admirados pelas mulheres.

O cavalheirismo também pode ser descrito como uma qualidade admirada e valorizada, porém, hoje em dia é algo enigmático, pois seu desuso é tão grande, que algumas mulheres, ao se depararem com seres raros exercendo o cavalheirismo, podem desconfiar que seja irreal, que o homem está agindo assim buscando algo em troca ou que mais cedo ou mais tarde mostrará sua verdadeira face. Os tempos atuais incitam a autoproteção, impossibilitando que alguns bons e velhos costumes, sejam perpetuados. As mulheres admiram tal característica, porém, podem não saber lidar com isto ou ainda se assustar ao se deparar com tal atitude.

As pessoas, em geral, deveriam se permitir mais e se proteger menos, pois barreiras internas criadas impedem novas descobertas e conseqüentemente futuros relacionamentos promissores. Por que não podemos apenas viver o hoje e não pensar no amanhã?

Ambas as características, sensibilidade e cavalheirismo, são sim, muito valorizadas e admiradas pelas mulheres, pois elas gostam mesmo é dos sensíveis! Não dos tolos! Ser sensível é majestoso, algo especial, um homem sensível, não pode ser interpretado como tolo ou ainda pior, “amigo” de uma mulher. Ser tolo é se anular por alguém, é ser fraco, é ser alguém que não luta por seus objetivos, que não busca aprendizado, que não busca aprimoramento contínuo, que é arrogante, que não é humilde, que não deixa claro suas vontades, que não cede quando é necessário ceder…É necessário entender a divergência, um homem sensível nunca será tolo, pois ele pode ser sensível e ao mesmo tempo ser uma fonte de inspiração e admiração. Como?

Se for um homem com o qual a mulher possa aprender e que também ofereça desafios, por que não? Um homem que ofereça desafios, significa que não atenderá as vontades da mulher todas as vezes, que lutará pelo que é importante para si próprio. Uma mulher não quer ouvir sim à todas as suas vontades o tempo todo, quer alguém com quem possa argumentar, discutir, chegar ao consenso, pois nas adversidades se geram oportunidades e aprendizados, tudo isto contribui para sua evolução e inconscientemente todas as mulheres buscam isso, alguém que lhes tragam desafios e as façam evoluir. Um homem sensível é totalmente capaz de fazer isso, um homem tolo, não!

Outro aspecto, ser cavalheiro não é ser tolo, ser cavalheiro é ser educado! É prezar pelos bons costumes, é valorizar as relações de uma maneira única. Educação nunca deveria sair de moda.

Não confunda sensibilidade e cavalheirismo, e tantas outras qualidades masculinas, com tolice. Estamos vivendo em um tempo de inversão de valores, onde características grandiosas são confundidas! O tolo não é o sensível, o tolo é todo aquele que banaliza qualquer virtude se iludindo, pensando ser alguém mais atualizado!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Fabiana Dainese Mauch
Apesar de apaixonada por filosofia, psicologia e relações humanas, estudou e trabalha na área de exatas, encontrando na escrita uma forma de se aproximar de suas paixões. Ama pensar sobre a vida e o que podemos fazer para melhorar o mundo e a nós mesmos.

COMENTÁRIOS