Depois do fim, de quantos finais a gente precisa pra recomeçar?

Carla Rocha

Acabou a serie antes de eu chegar, acabou o sorvete e ninguém desceu pra comprar. Acabou de desligar o telefone na minha cara e não ligou pra se desculpar. Acabou de esquecer o meu aniversario.

Acabou que preferiu ir trabalhar só pra não ter que passar mais um fim de semana na casa da minha mãe. Acabou de consultar a previsão do tempo e disse que vai chover, acabou de usar isso como desculpa pra não vir me ver.

Acabou que ficou ate mais tarde no happy hour da firma e esqueceu de avisar.Acabou de atender uma ligação altas horas da noite e saiu pro corredor só pra eu não poder escutar.Acabou sem final como nos filmes, ate porque depois dos créditos, a gente não sabe se o felizes para sempre existe de verdade.

Acabou de me culpar pela milésima vez na nossa milésima briga. Acabou de gritar comigo na frente de todo o mundo. Acabou o respeito, acabou o amor. Acabei de pedir pra terminar. Acabei de sair do carro e bater a porta pra nunca mais voltar.

Acabei chorando de soluçar. Depois do fim, de quantos finais a gente precisa pra recomeçar?

Acaba que depois de alguns finais clichês de comédias românticas que a gente assiste na sessão da tarde, de vários potes de sorvete, lágrimas e de um bom tempo pra se recuperar, a gente passa a se acostumar com a dor e a não remoer cada lembra que fica.

Acaba que muitos desses finais são mais que necessários pra gente aprender a liberar o outro sem magoa ou rancor.

Acaba que a gente aprende que amar também é aprender a cuidar de si mesmo e deixar para trás tudo de ruim que passou.

Acaba que um belo dia a gente aprende a olhar para trás com gratidão e para o futuro com esperança.

Acaba que a gente finalmente aprende a recomeçar.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Carla Rocha
é Mineira de certidão e paulista de coração. Amante de café, citações e boas histórias. Metade clichê e metade metamorfose ambulante que acredita sempre no melhor das pessoas e acima de tudo no amor que move montanhas e refaz corações partidos.

COMENTÁRIOS