Deixe alguém conhecer, se apaixonar e amar você.

Jéssica Pellegrini

Você pode ser a pessoa mais independente de todas. Segura de si, forte como um touro, fria como um iceberg ou quente como uma fogueira. Pode alinhar-se mesmo em corda bamba, andar para frente mesmo desconhecendo o caminho. Você seca as lágrimas com sorrisos, não tem medo do escuro ou do bicho papão. Você pode ser a pessoa mais forte do mundo. Não ter receio do desconhecido, nem curiosidade do questionável.

Você pode agir com a emoção, mesmo quebrando a cara com a razão. Você pode ser uma pessoa que carrega uma bagagem cheia de experiências, momentos e lembranças. Uma saudade sem fim, quem sabe. Você pode não se fechar diante dos traumas, e enfrentar o que for preciso de cabeça erguida. Você recomeça, jamais desiste. Você pode até saber se virar como ninguém, mas é importante olhar para o lado regularmente. É disso que estou falando, percepção e liberdade.

Não pense que você não precisa de alguém, embora seja autônomo, existe uma grande diferença de convívio saudável e dependência pessoal. Não pense que sua a felicidade depende de outra. Você já sorri com os olhos, age com a verdade e reza com a alma. A sua companhia é insubstituível, assim como a sua vontade de viver. Faça escolhas, mas pense nas consequências de cada uma delas. Acorde arrependido, mas não durma com vontade. Você é perfeito em tudo o que faz, apenas não se esqueça: há sempre algo inovador para aprender e melhorar. Esteja disposto e não perca oportunidades.

Deixe alguém se apaixonar por você

Você não precisa procurar um amor para somar na sua rotina. Você é o amor e só precisa oferecê-lo para alguém. A reciprocidade se faz presente, quando sincero o sentimento. Tente não se martirizar com quem abriu a porta da sua casa e saiu pela janela. Isso não é referência. Estou falando de amor. Permita que alguém mergulhe nas suas profundezas. Alguém que toque a campainha, mostre-se interessado nas suas qualidades e disposto a lidar com os seus defeitos. Não assuste ninguém com reações de antigos relacionamentos. O amor merece mais uma chance, ou quantas forem necessárias. Deixe alguém mudar o seu status, te conquistar e te fazer bem.

Sabemos que o mundo não está bom. Em cada esquina podemos encontrar corações partidos, lágrimas e grandes frustrações ou decepções. Mas sabe, existem tantas pessoas como você. Perdidas e sem rumo. Que talvez nem saibam, devido a tamanha teimosia, mas o essencial é começar a enxergar o outro com os olhos do coração, não apenas do desprezo ou desinteresse. Se alguém já te machucou, isso não te faz um derrotado ou perdedor. Você é uma somatória de sensações, boas ou ruins.

Perca noites de sono pensando em alguém, fazendo planos, sonhando acordado e concretizando ideias. Sinta o frio na barriga, o sangue correr nas veias, o nervoso incontrolável antes do encontro. Alimente as borboletas no estômago, elas são famintas. Não deixe que a paixão acabe. Invista. Coloque lenha, disponibilidade e muita atenção. Faça por merecer, deixe a timidez de lado e arrisque-se. Seja agradável, mas tenha bom senso.

Faça tudo aquilo que não fizeram com você, mas tire bom proveito das suas melhores surpresas. Surpreenda. Não se estagne na zona de conforto, você pode ir mais longe. Levante-se do sofá, atenda o celular, responda aquela mensagem que você deixou para amanhã, aceite o convite para o jantar, permita que alguém esteja fascinado na sua história, interessado na sua vida e entregue, o seu coração, nas mãos que mais fortes entrelaçarem nas suas.

Deixe alguém amar você.

Não discordo quando você diz que as pessoas não fazem o mínimo de esforço para tornarem-se interessantes. Mas você já pensou em quais características tornaria alguém único e especial? O amor não precisa ser traduzido em fotos, legendas ou cartas. Declarações transcritas em palavras, não tem valor sem ações. O amor pode ser aquela idealização que nunca passou pela sua cabeça. Não precisa ser apenas belo, pois isso se apagará com a idade. O amor é companhia, respeito e dedicação.

Preste atenção em que se preocupa com você. Em quem te cuida em silêncio. Te agrada nos mínimos detalhes e não desiste, mesmo que você seja ingrato e não valorize. Ninguém mantém relacionamento unilateral para sempre, portanto, abra logo os seus olhos e faça a sua parte. Preciso te contar que amar também é desistir. É saber reconhecer que a relação acabou e ter coragem de dizer adeus.

Atente-se. Você não precisa de alguém que seja clichê. Você não precisa de alguém que concorde com tudo o que você faz. Você não precisa de alguém que pare o universo para você descer. Não, definitivamente, relacionamento amoroso não é isso. Você só precisa deixar que alguém se interesse, te conheça, se apaixona e te ame. E, acima de tudo isso, alguém que te aceite e não queira te mudar. Alguém que mesmo tendo milhões de opções, ainda escolha você.

Você não precisa acreditar em contos de fadas, destino ou acaso. Há sempre um motivo para tudo o que plantamos e colhemos. Acontece, que a vida é assim: quando estamos fechados dentro de nós mesmos, perdemos a vez. Esquecemos de analisar que existe uma hora certa de nos mostrarmos. Sempre existe alguém que nos faz bem. Mesmo diante das circunstâncias, aparentemente sem saída, encontre uma luz acesa. Sabe, talvez só precisamos de alguém que nos mostre esse sentido. Que nos faça acreditar que o amor é abundante e o perdão deverá ser constante.

Quando não falamos o que sentimos, o outro vai embora sem saber que talvez, tivesse um motivo para ficar.

Preserve. Pessoas boas estão em extinção.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Jéssica Pellegrini

Nunca confie em uma escritora confusa e romântica. As controversas entre um texto de amor e outro de desilusão, podem causar questionamentos pessoais. Consequentemente, sequelas mais graves.


COMENTÁRIOS