Como acabar com os mal entendidos num relacionamento

Resiliência Humana

Com o passar do tempo, praticamente todo casal encara o momento em que ambos deixam de tomar cuidado com as palavras, passando a se ferir com frases impensadas.

Como é possível, fazendo pouco esforço, manter a chama do relacionamento e evitar a separação? Para isso, basta que você siga apenas três regras simples de comunicação.

Ao falar dos seus desejos, evite a palavra “não”

A palavra “não“ tem a capacidade de dar uma conotação negativa a algumas afirmações. Logo, é preciso evitá-la ao falar sobre aquilo que você quer. Além disso, após frases assim, fica mais difícil para a outra pessoa entender como agir, pois ela fica sem saber que comportamento adotar.

Errado: ”Não quero que você me controle“.
Certo: “Quero que você confie em mim”

Tente usar “e“ no lugar de ”mas”

Esta regra parece simples, mas é preciso que você percorra um longo caminho para se acostumar com a mudança. Apesar disso, os esforços valem a pena, pois esta orientação te ajudará a mudar o rumo da conversa, transformando uma batalha verbal em uma forma de colaboração. Sinta a diferença:

Errado: “Eu te entendo, mas quero que você me entenda também“.
Certo: ”Eu te entendo e quero que você me entenda também”.

Não destrua um gesto positivo com respostas negativas

Você já percebeu que algumas pessoas conseguem expressar sua negatividade mesmo quando estão elogiando alguém? O problema é que o cérebro humano funciona assim: reage fortemente ao que é ruim. Portanto, se quiser dizer algo bom a alguém, não misture elogios com críticas.

Errado: “O jantar de hoje ficou ótimo, muito melhor que o de ontem“.
Certo: ”Obrigado por este jantar, estava delicioso!”

Em algumas ocasiões, subestimamos o poder de nossas palavras e sentimos preguiça de trabalhar em nossos hábitos verbais. Mas é melhor aprender a falar de uma maneira que o outro entenda perfeitamente do que ter de consertar problemas causados por mal. Você não acha?

FONTEIncrivel Club
COMPARTILHAR


RECOMENDAMOS


Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS