Algumas coisas não podem ser consertadas.

Iandê Albuquerque

Você lembra o tempo que você sentia e sentir te trazia aquela sensação de leveza, como se estivesse flutuando sem tirar os pés do chão? Hoje você ainda sente algo? Tipo, amor? Ou ele tirou tudo de você? Te bombardeou?

Quando ele foi embora você passou a acreditar que o problema dele não ter ficado esta em você?

E que você não voltará, nunca mais, a sentir tudo aquilo que sentiu um dia?


Você já tentou encontrar respostas que explicassem a sua partida, já perdeu o seu tempo e boa parte do seu sono tentando entender como alguém pode entrar na sua vida e, de repente, sair dela, deixando pra você toda a bagunça?

Você já se autosabotou, e se culpou dizendo pra si mesma que as pessoas não permanecem porque deve ter alguma coisa de errado em você?

Preciso te dizer que, provavelmente, não tem nada de errado em você. Você não é isso que acha que é.

Você não deve se culpar pelo fato do outro ter partido, as coisas não dependem só da gente, e você precisa saber que, você não será o melhor lugar pra alguém e mesmo se for, ainda assim, esse alguém poderá fugir.

Não tem o que ser feito.


Pelo menos agora você não precisa mais fingir que está gostando. Às vezes perder as coisas faz você gostar muito mais do que quando você as tinha, sabia?

Talvez por isso parece que depois que ele se foi, você passou a amá-lo com a força de um terremoto, até tudo desabar dentro de você e você reconstruir de novo.

Respire, aceite, se desfaça de todo o peso que não é seu. E compreenda, às vezes, não importa tanto quantas vezes tentemos. Algumas coisas não podem ser consertadas.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Iandê Albuquerque

Sou recifense, 24 anos, apaixonado por cafés, seriados e filmes, mas amo cervejas e novelas se houver um bom motivo pra isso. Além de escrever em meu blog pessoal e por aqui, escrevo também no blog da Isabela Freitas, sou colunista do Superela e lancei o meu primeiro livro em Novembro de 2014 pela Editora Penalux. .


COMENTÁRIOS