A história da cenoura, do ovo e do café

Resiliência Humana

“Era uma vez a filha de um jardineiro que vivia se queixando da vida e do quanto era difícil seguir em frente. Ela estava cansada de lutar é já não tinha mais ânimo para nada; quando um problema era resolvido, um novo aparecia e isso a fazia se sentir derrotada.

O jardineiro pediu a sua filha para se aproximar da cozinha e se sentar. Então, ele encheu três recipientes com água e colocou no fogo. Quando a água começou a ferver, colocou uma cenoura em um dos recipientes, um ovo no outro, e no terceiro alguns grãos de café. Deixou ferver sem dizer uma palavra enquanto a sua filha esperava impacientemente sem entender o que o pai estava fazendo. Cerca de vinte minutos depois ele apagou o fogo: tirou as cenouras da água e colocou em uma tigela, colocou os ovos em um prato e por último coou o café.

Ele olhou para a filha e perguntou: “O que você vê”? “Cenoura, ovo e café”, foi a resposta dela. O pai pediu que ela chegasse mais perto e tocasse a cenoura; ela obedeceu e percebeu que as cenouras estavam macias. Em seguida, pediu que ela quebrasse o ovo; ela tirou a casca e percebeu que o ovo estava duro. Por último, pediu que ela tomasse um gole de café. Ela experimentou, sorriu enquanto provava o seu doce aroma e perguntou humildemente: “O que significa isto papai”?

O jardineiro então explicou que os três tinham enfrentado a mesma adversidade: a água fervente. A cenoura entrou na água forte e firme, mas depois de passar pela água fervente se tornou fraca, fácil de se desmanchar. O ovo era frágil, mas a sua casca fina protegeu o seu líquido interior; depois de passar pela água fervente ele havia endurecido. Já o café, depois de passar pela água fervente, havia transformado a água.

“Qual deles você é”? Ele perguntou a sua filha. “Quando a adversidade bate à sua porta, como você reage? Você é como a cenoura que parece forte, mas diante da dor e da adversidade se torna frágil e perde a sua força? Você é como um ovo que tem um coração e um espírito maleáveis, mas depois de uma morte, separação ou demissão, você se torna duro e rígido? O exterior continua o mesmo, mas como você se transformou por dentro?

Ou você é como o café? O café mudou a água, que era algo que lhe causava dor. Quando a água ferve, o café atinge o seu melhor sabor. Se você é como o grão de café, quando as coisas pioram, você reage e transforma para a melhor as coisas ao seu redor.

E você, com qual deles se identifica?”

Ser um ovo ou uma cenoura só irá prejudicá-lo. Então levante-se e siga em frente. Se não reagir hoje, sofrerá amanhã. Seja forte e autoconfiante. Aprenda a lidar com a adversidade.

Não se esqueça dos seus objetivos e acredite neles

Para manter a motivação para alcançar nossos objetivos é necessário que eles estejam sempre conosco. Elabore uma imagem mental do que você deseja, feche os olhos e sinta o poder dos seus pensamentos.

Reorganize-se

Quando as coisas não acontecem como desejamos precisamos recompor o quebra-cabeça porque algo está fora do lugar. A vida não é estática, as mudanças ocorrem o tempo todo. Seja flexível: se o plano A não deu certo, lembre-se de que o alfabeto tem muitas letras.

Enfrente os obstáculos: equilibre os seus pensamentos

Um fracasso é apenas um fracasso. E além disso, é algo passageiro. Pode ser que você tenha que retroceder, mas quando isso ocorre, transforma o fracasso em oportunidade. Reflita e faça um balanço de como você tem superado as dificuldades, pois estas são as suas realizações. Não se esqueça disso.

Muitas vezes as dificuldades existem somente na nossa cabeça. Ficamos remoendo os pensamentos negativos como a filha do jardineiro.

Os pensamentos não são fatos, por isso é necessário agir para atingir os seus objetivos. Seja guerreiro e tire do seu caminho as dificuldades para atingir suas metas. Às vezes essas dificuldades são as outras pessoas, as circunstâncias, mas geralmente somos nós mesmos que criamos os obstáculos.

Deixe que as dificuldades apareçam

Aceite que é natural que as dificuldades apareçam e viva o lado positivo das mesmas: elas o ajudarão a reavaliar os seus objetivos. Aceite, permita e deixe que seja dessa forma. Seja como a Fênix que renasce das cinzas com toda a sua glória; pense nas dificuldades que você passou como um aprendizado para um novo começo.

Lidar com as dificuldades e ser autoconfiante não é uma tarefa fácil, mas vale a pena refletir e pensar em como reagimos a cada golpe que a vida nos dá, a cada obstáculo que nos impede de alcançar as nossas metas.

Quando algo termina, algo está começando. Dizem que a vitória se ergue das cinzas dos erros e diante da adversidade temos que manter uma luz acesa para nos guiar e apontar o caminho.

Tenha fé que você vai conseguir, porque se acreditar que pode ou que não pode, de qualquer maneira você terá razão.

FONTEA mente é maravilhosa
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS