6 maneiras de parar de se estressar com coisas que você não pode controlar

Resiliência Humana

Existe uma verdade brutal sobre a vida que algumas pessoas se recusam a aceitar: você não tem controle sobre tudo.

As pessoas que ignoram esse fato podem ser separadas em duas categorias: as obcecadas por controle e as que se preocupam demais. O primeiro tipo acredita que se exercer controle o suficiente sobre outras pessoas e sobre determinadas situações em que se encontra, poderá, de alguma forma, evitar que coisas ruins aconteçam. Já as que se preocupam demais, por outro lado, ficam inquietas com qualquer coisa – de desastres naturais a doenças mortais. Elas têm a impressão de que, se pensarem demais sobre alguma coisa e analisarem os piores cenários, estarão seguras.

Existe uma verdade brutal sobre a vida que algumas pessoas se recusam a aceitar: você não tem controle sobre tudo.

As pessoas que ignoram esse fato podem ser separadas em duas categorias: as obcecadas por controle e as que se preocupam demais. O primeiro tipo acredita que se exercer controle o suficiente sobre outras pessoas e sobre determinadas situações em que se encontra, poderá, de alguma forma, evitar que coisas ruins aconteçam. Já as que se preocupam demais, por outro lado, ficam inquietas com qualquer coisa – de desastres naturais a doenças mortais. Elas têm a impressão de que, se pensarem demais sobre alguma coisa e analisarem os piores cenários, estarão seguras.

Mas nenhuma dessas estratégias pode evitar uma catástrofe. Na verdade, quem se preocupa demais ou é obcecado por controle deposita seu tempo e energia nos lugares errados. E, no final, essas estratégias se voltam contra a pessoa e criam ainda mais estresse.

1. Determine o que você pode controlar

Na realidade, existem muitas coisas na vida sobre as quais não temos nenhum controle. Não é possível obrigar o parceiro a mudar, impedir uma tempestade ou controlar o sentimento de outras pessoas.
Ás vezes, tudo o que você pode controlar é seu esforço e atitude. Quando você depositar sua energia naquilo que pode controlar, será muito mais eficiente.

2. Identifique seus medos

Você prevê um resultado catastrófico? Duvida da sua habilidade de lidar com uma consequência indesejada?
Geralmente, o pior cenário não é tão horrível quanto você imagina. Mas normalmente as pessoas estão tão ocupadas pensando que algo será um desastre que não reservam um tempo para se perguntarem o que realmente fariam caso seus piores medos se concretizassem.

Talvez você ficasse relutante por um tempo, mas existe uma grande chance de você ser mentalmente forte para voltar ao normal. Reconhecer que é possível lidar com o pior cenário pode ajudá-lo a depositar energia em coisas mais produtivas.

3. Se concentre na sua influência

Você não pode forçar as coisas a funcionarem da sua maneira. Porém, você pode exercer certa influência.
Então, enquanto você não consegue tornar seu filho um estudante melhor, você pode fornecer as ferramentas necessárias para que ele faça o melhor possível. Enquanto você não pode forçar as pessoas a se divertirem em uma festa, pode criar uma atmosfera incrível no local.

Para ter uma maior influência, entretanto, você precisa estar no controle do seu próprio comportamento. Por isso, faça o seu melhor e mantenha uma boa atitude.

Quando você tiver preocupações sobre as escolhas de outras pessoas, divida sua opinião, mas apenas uma vez. Não tente consertar pessoas que não querem ser consertadas.

4. Diferencie o que é ruminar um problema e o que é resolvê-lo

Repassar conversas antigas na sua cabeça e ficar imaginando resultados catastróficos não ajudam. A única coisa que ajuda é resolver o problema.
Entenda se você está ruminando um problema ou se está tentando resolvê-lo. Se está em busca de soluções, continue pensando em maneiras de evitar contratempos e aumente suas chances de sucesso.

Se está ruminando, mude a frequência do seu cérebro. Reconheça que seus pensamento não estão ajudando. Se envolva com uma atividade que te distraia por alguns minutos e foque em algo mais produtivo.

5. Crie um plano para administrar seu estresse

Se a vida está boa ou se você enfrenta momentos de dificuldade, estratégias para administrar o estresse são cruciais. Se exercitar, comer de maneira saudável, participar de atividades de lazer e dormir bem são apenas algumas coisas importantes que você precisa fazer para cuidar de si mesmo.

Agende um tempo para se dedicar a atividades saudáveis que atenuem o estresse. Seja praticar yoga ou passar um tempo com amigos, reserve um momento para isso – não importa o quão ocupado você é.

Além disso, se afaste de hábitos não saudáveis. Beber demais, passar muito tempo assistindo TV e reclamar constantemente são ações que podem te oferecer um alívio temporário, mas vão criar mais problemas no longo prazo.

6. Desenvolva afirmações saudáveis

Cientistas estimam que as pessoas tenham cerca de 70 mil pensamentos por dia. Muitos deles incitam sentimentos como medo, desencorajamento e até dúvidas sobre si mesmo.

Ter algumas afirmações positivas no radar pode ajudar a combater pensamentos negativos. Então, se você pensar “sou mais forte do que penso” ou “ posso lidar com isso”, suas afirmações podem te ajudar a eliminar a negatividade.

Com a prática, você pode treinar seu cérebro a pensar de maneira diferente. E começará a aceitar que enquanto você não pode controlar cada situação, pode controlar como pensa, sente e se comporta.

FONTEForbes
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS