6 hábitos produtivos para fazer antes de dormir

Falei nesta semana passada sobre os 7 hábitos altamente produtivos de pessoas famosas, como Paul McCartney, Steve Jobs e vários pensadores e artistas importantes da história – e muitos deles tinham como hábitos positivos em sua rotina acordarem bem cedo para trabalhar. Aliás, acordar cedo já foi provado ter um efeito positivo sobre a nossa produtividade: ao acordar cedo, a gente consegue ter mais tempo para tomar um café da manhã completo e com calma, além de planejar e se organizar melhor para o dia seguinte. Mas a verdade é que, tão importante quanto os hábitos que temos pela manhã, são os hábitos saudáveis que devemos ter antes de ir dormir e que podem também nos ajudar a melhorar nossa produtividade e energia.

Por isso, resolvi me debruçar melhor sobre a questão, e pesquisei algumas boas práticas para incorporarmos à nossa rotina ao fim do dia – sendo que algumas delas, como no post anterior, também são adotadas por pessoas altamente bem-sucedidas, o que é um ótimo sinal. E a primeira coisa que observamos é que existem relações entre as pessoas que possuem hábitos produtivos pela manhã e que desempenham atividades que exijam/envolvam criatividade. Um estudo do Albion College mostrou que o período noturno é o melhor momento para desempenhar atividades criativas – e isso acontece mesmo quando estamos cansados depois de um dia de trabalho.

A estilista Vera Wang concordaria com isso: em 2006, ela deu uma entrevista à revista Fortune falando que sua rotina noturna incluía muitos desenhos – e que era no silêncio da noite em que ela às vezes conseguia desvencilhar-se de algum bloqueio criativo. E isso combina com o que dizem os cientistas: pessoas que são adeptas de acordarem cedo para se tornarem mais produtivas de manhã, geralmente têm o seu momento mais criativo à noite (e muitas vezes, um pouco antes de se deitar). Isso acontece muito porque nossa mente está menos “contida” à noite, e nossa habilidade de relativizar logicamente diminui – mas isso é positivo para a criatividade, que consegue fluir e até trazer soluções porque permite que a gente conecte idéias de uma forma mais livre, o que não faríamos normalmente.

E se a gente já tentou entender qual o dia da semana em que somos mais ou menos produtivos, agora podemos também tentar obter o máximo de cada um de nossos dias, adotando hábitos positivos à noite. Vamos a eles:

1. Revise seu dia anterior

“O que você realizou hoje?” Essa é a pergunta que Benjamim Franklin fazia a si mesmo todos os dias, antes de dormir. Ele ia além: mantinha um diário onde anotava seus sucessos, bem como descrevia seus fracassos – e isto é ótimo para ter claramente em vista suas metas e prioridades para o próximo dia.

Anotar seus sucessos é, ainda, um passo poderoso para a frente: é uma forma de reconhecer e agradecer as coisas boas que aconteceram conosco, e nos ajudam a nos reenergizar para a etapa do dia seguinte. Por isso, não abra mão desta tarefa: vale a pena dedicar a ela ao menos de 5 a 10 minutos – depois de um tempo você verá a diferença!

2. Planeje seu próximo dia 

O CEO da American Express CEO tem o hábito de gerenciar seu tempo planejando tudo no dia anterior – e ele faz isso de uma forma bem simples: Ele planeja três coisas que precisam ser feitas no dia seguinte. Assim, ele já acorda sabendo o que precisa realizar e se foca nestes resultados.

Parece simples, mas talvez seja esta a coisa mais importante que deve ser feita antes de dormir. A principal vantagem disso é que essa lista de tarefas que você preparar será a primeira coisa que você vai ver no dia seguinte, e isso o ajudará a se organizar melhor. Desde passar as roupas e deixar o traje de trabalho do dia seguinte pronto, como os documentos separados para uma reunião importante: tudo isso o fará ter mais tempo no dia seguinte para tomar café e se organizar com calma – e acredite: acordar sem pressa traz várias coisas boas para a sua produtividade!

Você pode imaginar a importância disso se pensar em como funciona o contrário: você pode acordar tarde, não achar as roupas de que precisa para trabalhar, esquecer os documentos importantes em casa… e com isso seu vira uma bagunça.

3. Medite

A meditação já transcendeu os hábitos de academias zen para ganhar os hábitos de pessoas bem-sucedidas; e não é a toa que muitas revistas e jornais apontam os benefícios de meditar regularmente. Uma das adeptas é a apresentadora americana Oprah Winfrey, dona de uma agenda bem ocupada, mas que ao final de cada dia reserva alguns momentos para se focar em uma sessão de meditação.

Infelizmente, ainda há alguns estigmas envolvendo a meditação, e o debate sobre se os seus efeitos diretos sobre a mente são verdadeiros é reacendido de tempos em tempos. Porém, um estudo realizado em 2014  analisou mais de 19.000 casos envolvendo meditação, e com resultados claros na redução do estresse, da ansiedade, da depressão e da dor. Prova de que, mesmo com todo o debate, não há como negar os fatos, não é?

4. Leia um livro

O bilionário dono da Microsoft, Bill Gates, é um leitor voraz, e já declarou gastar uma hora lendo um livro antes de dormir. Os seus assuntos preferidos? Vão de política a atualidades.

Ler um livro antes de dormir tem vantagens que vão muito além do simples “ganhar conhecimento”: está comprovado de que a leitura melhora a capacidade de memória e reduz o estresse.  Um estudo de 2009 feito pela Universidade de Essex já revelou que ler pelo menos 6 minutos ao dia pode diminuir o estresse em até 68%.

5. Desconecte-se

Após passar por uma crise de estafa e machucar sua cabeça a ponto de levar cinco pontos, Arianna Huffington se tornou uma evangelista do conceito de “desplugar-se”. Todas as noites antes de dormir, ela põe seu celular em outro quarto para que ela não se distraia com isso antes de dormir. E acredite: de acordo com os cientistas, ela está certíssima em fazer isso.

O professor Charles Czeisler, da Universidade de Harvard, disse que a luz clara emitida pelos nossos celulares acaba por interferir no ritmo natural do nosso sono – é como se ela induzisse nosso corpo a pensar que é dia – e o resultado disso é que essa luz manda uma mensagem a nosso cérebro que previne que ele envie certos sinais a nosso corpo, fazendo com que o processo de adormecer se torne muito mais difícil.

Então, se você quiser uma boa noite de sono, deixe o celular longe de você!

6. Durma bem

Não é segredo: uma péssima noite de sono pode acabar com a disposição e a produtividade do dia seguinte. Mas como assegurar (ou tentar tornar o melhor possível) uma boa qualidade de sono? O ideal é começar a desacelerar algumas horas antes de dormir.

E isso significa cortar algumas coisas: cafeína seria a primeira delas. Enquanto o café é um aliado de manhã para ajudar a aumentar a concentração, à noite ele pode dificultar  uma boa noite de sono. Comidas pesadas também devem ser evitadas. Imagine que falta uma hora para você dormir e bate uma fome. O que faz? Come. E assim, dali a uma hora, você vai tentar dormir, porque sua mente se programou para isso, mas o seu corpo vai dizer “Espera: você acabou de me dar um monte de coisa para digerir. Tenho trabalho a fazer. Espera aí, tá?”

O mesmo acontece com líquidos: se bater a sede, aproveite para beber água, mas não exagere: senão, no meio da noite você pode ter vontade de ir ao banheiro, e só acordar para fazer isso pode acabar com o sono do resto da noite.

Você costuma ter uma rotina antes de dormir que te ajuda a se tornar mais produtivo no dia seguinte? O que você faz? Conte nos comentários!

VIATeampt
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS