Incentivar a autoestima infantil gera adultos seguros

Muitas pessoas têm problemas de autoestima, talvez porque seus pais não possuíam os conhecimentos necessários para incentivar sua autoestima infantil. Desde pequenos, é nosso dever se preocupar com este desafio, com os problemas de confiança e segurança em si mesmo. Muitas vezes, se eles tivessem sido trabalhados quando éramos crianças, agora não existiriam.

Os pais sempre querem proteger seus filhos das dificuldades que eles enfrentam, mas sabem que não poderão afastá-los de todas elas. Esse tipo de dificuldade, de “enfrentar a solidão”, aumenta à medida que a criança cresce, de modo que fornecer boas ferramentas hoje é um dos melhores trabalhos que podemos realizar com nossos filhos. Uma dessas ferramentas é uma boa autoestima infantil, ao lado de um bom método para conservá-la.

Incentivar a autoestima infantil através do exemplo

As crianças sempre copiaram atitudes, formas de falar, e tudo o que está relacionado com o respeito com o qual outras pessoas lhes tratam. Por mais que seja dada uma boa educação, como se comportar, como tratar os outros, se você como pai não age assim, seu filho nunca aprenderá. Portanto, se você quer que ele aprenda de verdade, seja um exemplo para ele.

Isso também ajudará a incentivar sua autoestima infantil, porque se você é uma pessoa muito positiva e alegre, eles também serão assim no futuro ou ao menos tentarão ser assim. Olhe sua atitude nesse momento. Você é uma pessoa que sempre reclama de tudo? Você é mais positivo ou negativo diante das dificuldades e adversidades? O seu filho nota tudo isso, não se esqueça de que ele é uma esponja e absorve tudo.

Se você quer incentivar sua autoestima infantil, a primeira coisa que deve fazer é garantir a sua própria. Trabalhar nela e ter de uma forte segurança em si mesmo: isso ajudará a dar o exemplo que o seu filho merece. Tenha em mente que tudo o que você é será transmitido para ele.

Além disso, tudo isso fará com que você se sinta muito melhor consigo mesmo e isso será refletido nos seus ensinamentos. As pessoas mais negativas podem tentar “ferir” sem querer os seus filhos ao focar no que elas fazem de mal ou gritar palavras fora de contexto. Frases como “você não serve para nada” ou “você é idiota” não transformam você num grande exemplo a ser seguido.

Se você quer que o seu filho tenha uma grande autoestima, forte e sólida, mostre para ele que o resultado não é o mais importante. Foque no seu esforço, dê ânimo e nunca o machuque com palavras que não fariam mais do que destruir e entristecer. Coloque-se no seu lugar: como você gostaria de ser tratado pelos seus pais nesse momento?

O amor incondicional é a chave

O seu filho deve ganhar o seu amor? Isso é um grande erro, independentemente de qualquer coisa, o seu filho tem que saber que você sempre o amará. Dessa forma evitará que amanhã ele pense como uma pessoa insegura que precisa de aprovação dos outros para se sentir à vontade com o que faz, diz ou pensa.

Por conta disso, não tenha medo de que ele cometa erros, ou se equivoque, que tire notas ruins. Tudo é aprendizagem; você também não era perfeito quando era mais jovem. Ensine o que é a responsabilidade, sem desmerecer o esforço que foi dedicado. Também não exagere nas suas conquistas, já que isso pode se voltar contra ele.

A autoestima infantil precisa do tempo dos pais para ser potencializada, um tempo de qualidade. Não adianta estar ao lado do seu filho sem prestar atenção nele, focado em seus próprios problemas e sem se importar com o que ele está fazendo. Seu filho precisa que você esteja ali, ele tem que saber que pode contar com você.

A autoestima infantil é uma responsabilidade dos pais

Com certeza incentivar a autoestima infantil não poderia vir sem uma parte muito importante, que são os limites. Essa é uma parte fundamental da aprendizagem dos mais jovens. Graças aos limites eles saberão até onde podem chegar, quais são suas forças e quais são suas fraquezas. Além disso, poderão ter uma maior confiança e segurança em si mesmos.

Ser pai é uma responsabilidade muito grande, por isso não podemos focar apenas no aqui e no agora. Seu filho pode estar bem agora, mas se você não é um modelo, se o educa no meio de contradições, se não lhe dá o amor necessário, pode ser que o dia de amanhã seja o resultado da educação que recebeu. Esse é um esforço que, tanto para o presente como para o futuro, vale a pena.

FONTEA mente é maravilhosa
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS