20 Coisas que podem salvar seu casamento

Resiliência Humana

O psicólogo Gerald Rogers escreveu este artigo quando estava se divorciando. “Depois de perder minha esposa, a quem amava, e de os 16 anos de casamento virarem fumaça, quero compartilhar as palavras que gostaria de ter ouvido”.

1- Nunca deixe de respeitar sua esposa. Nunca a veja como alguém que lhe deve alguma coisa. Quando você propôs casamento, prometeu ser aquela pessoa que protegeria seu coração com carinho. Este é o tesouro mais importante que alguém poderia confiar a você. Ela escolheu você, não se esqueça, e lembre-se de que o amor não aguenta a preguiça.

2- Cuida de seu coração. Assim como você protege sua esposa, cuide e proteja também seu mundo interior. Do que estou falando? Bem, de que você ame a si mesmo, e ame o mundo a sua volta, mas sem esquecer de que há uma parte do seu coração que deve ser consagrada à sua esposa e à qual ninguém deve ter acesso. Que esse espaço esteja sempre disponível para ela.

3-Apaixone-se sempre. O mundo todo muda e você já não é mais como era quando se casou, e daqui a cinco anos muito de você terá mudado ainda mais. Da mesma forma muda a percepção que cada um tem do outro, mas lembre-se de uma coisa: ela NÃO é obrigada a continuar com você. Se você não cuida de seu coração e do relacionamento, é provável que ela vá embora e não volte. Conquiste-a sempre; cada dia deve ser como o primeiro.

4-Tente ver apenas o melhor. Foque no que você gosta, porque aquilo em que baseamos nosso relacionamento tende a estar cada vez mais presente. Se você só leva em conta seus erros, então os verá com frequência. Se, em vez disso, você focar em ver aquilo de que gosta em sua esposa, então dentro de algum tempo irá entender que se casou com a mulher mais maravilhosa do mundo.

5-Não tente mudá-la. Sua tarefa é amar a mulher exatamente como ela é, sem expectativas de que ela mude. E, caso ela mude, você deve amá-la de qualquer forma.

6-Seja responsável por seus próprios sentimentos. Sua esposa não é obrigada a fazer você feliz, assim como não depende dela se você é infeliz. Você mesmo é responsável por manter seus sentimentos em equilíbrio e ser feliz. Quando você é feliz, isto se reflete na qualidade do seu relacionamento.

7-Se você estiver triste ou irritado, não culpe sua esposa. Suas emoções são SUAS, e não dela, e você é responsável por manejá-las corretamente. Ninguém disse que você não deve compartilhá-las. Mas isso é diferente de culpá-la.

8-Permita-a ser como é. Quando sua mulher estiver triste, não tente dizer nada para mudar isso ou perguntar o motivo. O melhor é abraçá-la e lembrá-la de que você sempre estará ao seu lado. Que ela saiba que você está disposto a escutá-la, que ela é importante para você e que você é uma pessoa em quem ela pode confiar nos momentos difíceis. A natureza feminina muda rapidamente como uma tempestade tropical que aumenta e golpeia com força e logo depois desaparece. Se, durante a tempestade, você se mantiver firme e seguro, ela saberá que pode confiar em você.

9-Não tenha medo de parecer bobo. Não leve tudo tão a sério; ria e faça com que sua esposa também ria. Dar risada alivia quase qualquer situação.

10-Faça com que ela se sinta uma rainha. Pense em diferentes maneiras de expressar seu amor (cuidado para não ser meloso demais). Peça-a que faça uma lista de coisas que a fariam sentir-se especial (e tente realizá-las).

11-Esteja presente. Dedique-a não apenas tempo, mas uma parte da sua vida. Faça todo o possível para fazê-la esquecer de tudo o que a preocupa quando vocês estiverem passando um tempo juntos. Pode soar estranho, mas muitos recomendam tratar a parceira como se fosse um cliente especial.

12-Aceite sua sexualidade. Permita-se estar em contato com sua essência feminina. Faça com que ela se sinta confortável e capaz de se expressar.

13-Não seja idiota. E não tenha medo de parecer ser. Todos somos pessoas e é natural que cometamos erros. O importante é aprender com estes erros e não repeti-los.

14-Dê a ela seu próprio espaço. A dedicação das mulheres ao relacionamento é quase sempre invejável, mas elas também precisam de um tempo para elas mesmas. Assim como todos, às vezes elas precisam sair do cotidiano, procurar algo que as dê forças e as renove. Se você não se opuser à liberdade de sua esposa, ela será a cada dia mais interessante, e estará mais feliz.

15-Não tenha medo de parecer vulnerável. Divida com ela seus medos e sentimentos. É importante aceitar seus erros.
Seja honesto com ela. Se você quiser que ela confie a você seus segredos, então você também deve confiar-lhe os seus, até mesmo aqueles que podem causar dor ou medo. Você precisará de coragem para poder abrir todas as portas do seu coração e deve fazer isto porque ela é sua esposa.

16-Cresça como pessoa junto a ela e com ela. Assim como as águas paradas são um perfeito ninho para os mosquitos transmissores da dengue e como seus músculos atrofiam se não forem usados, nos relacionamentos entre casais (e em todos os outros) é preciso encontrar interesses em comum, dividir sonhos e seguir adiante juntos, sem deixar morrer a dinâmica, porque a rotina e o estancamento matam o amor.

17-Não pense só em dinheiro. O dinheiro é como um jogo, e para ganhar você precisa jogar em dupla, não um contra o outro.

18-Aprenda a perdoar. Não viva no futuro nem no passado; não permita que o passado prenda você.

19-Não perdoar os erros, sem importar quem os cometeu, é um fardo que impede o progresso. Perdão é liberdade.

20-Escolha sempre amar, escolha sempre amar, escolha sempre amar. No fim das contas, este é o único conselho de que você precisa. Se o amor for a base da relação, na verdade há poucas coisas que poderiam ameaçar seu casamento, e essas coisas podem ser resolvidas se houver amor. O amor sempre vence.

VIA Gerald Rogers
FONTEIncrivel Club
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS