Que a gente tenha ambição de ter e fazer sempre o melhor, mas que acima de tudo, a gente não se esqueça que para ser feliz de verdade, não é preciso muito.

Wandy Luz

O mundo está doente e as pessoas cada vez mais perturbadas, perdemos o controle e esse é o grande problema, nossa velha mania de querer controlar o incontrolável.

A busca pela vida perfeita causa confusão, angústia e adoece a alma.

Nos esquecemos de viver, sim, entre um post ou outro da nossa Felicidade editada e filtrada, nós, apenas existimos.

O índice de suicídio triplicou, a nossa saúde mental anda comprometida, os relacionamentos amorosos estão cada vez mais descartáveis, e as pessoas cada vez mais distantes da Felicidade plena.

Esquecemos de saborear a comida, de apreciar a vista, de passar mais tempo em contato com a natureza. Estamos em uma corrida contra o tempo, tentando construir o futuro perfeito, e esquecemos de viver no hoje, no agora, que são de fato nossa única certeza.

Nos tornamos seres ingratos, incapazes de ver a luz no fim do túnel.

Quando digo nós, me refiro sim a uma grande maioria, porque vejo cada vez menos pessoas que saibam viver no hoje, que entenderam que a vida é uma jornada, e que não seguimos um roteiro predeterminado. O Universo monta o tabuleiro, mas quem movimenta as peças somos nós.

Se vai ser cheque mate, contra ou a nosso favor, depende de como vamos jogar.

Jogar ? Sim, eu comparo a vida a um jogo, onde existem fases, inimigos que precisamos tirar do nosso caminho para avançar, mudar de fase e vencer.

O meu desejo é de que, as pessoas, inclusive eu, aprendam a usufruir da tecnologia sem deixar que ela nos escravize.

Que sejamos cidadãos do bem que convivem em harmonia, mas que não sejam vítimas das imposições sociais tóxicas e agressivas que colocam em risco nosso bem estar, nossa capacidade de nos amar e aceitar como somos.

Que a gente tenha ambição de ter e fazer sempre o melhor, mas que acima de tudo, a gente não se esqueça que para ser feliz de verdade, não é preciso muito.

Que a gente aprecie mais o sol, e se apaixone pela lua, com a mesma gratidão e intensidade para também ver a beleza nos dias chuvosos e escuros. Que a gente não se esqueça; entre o sol e uma tempestade, existe o arco íris.

Que o amor prevaleça, e a esperança de dias melhores não se perca, porque um mundo doente, prolifera tristeza, e a vida é muito curta para desperdiçarmos nossos dias, nos sentindo tristes e amargurados.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Wandy Luz
Jornalista, colunista, filha do Universo e amante da liberdade. Um ser humano que se encanta a cada dia mais com os mistérios da vida e suas dimensões. Escrever pra mim é desejar e eu desejo que seu espirito seja livre e a alma plena. Que o sonhar traga esperança e que a dor traga entendimento. Em minha jornada fiz como missão questionar e explorar os mistérios desse segredo que e viver.

COMENTÁRIOS