10 Coisas que me podiam ter dito antes de ser Mãe

1. 90% DOS CONSELHOS QUE VAIS OUVIR, IGNORA. Quem sabe o que é melhor para os nossos bebés, somos nós. Não é a amiga que já tem 3 filhos, nem a tia com o bebé de 18 meses, nem a avó ou a sogra, que têm imensa experiência. Toda a mamã pela primeira vez, está a aprender e tem esse direito. É bom ter alguém a quem pedir conselhos, claro. Mas quem decide o que fazer e como fazer, somos NÓS, conforme o que acharmos melhor. Vai haver SEMPRE alguém que vai criticar e dizer que não devia ser feito desta ou daquela forma. Mas, repito, quem sabe o que é melhor para os nossos bebés, somos nós.

2. 99% DAS VEZES QUE PROCURARES SINTOMAS de alguma coisa que o bebé tenha na internet, vais ficar à beira de um ATAQUE DE PÂNICO. Foge do Google! É mais do que normal, preocuparmo-nos com os nossos rebentos e querermos saber TUDO sobre como cuidar do bebé. Mas, acreditem, procurar na internet vai stressar-nos muito mais, do que o que vai ajudar. Aprendi isto, depois de 50 mega pânicos, sem qualquer necessidade. Vale bem mais ligar para a Saúde 24 ou para um Pediatra.

3. CRIA UM HORÁRIO e uma rotina. Quanto mais cedo, melhor. Bom para nós, mamãs e papás, e bom para os pequenotes, que começam a ter a segurança de saber como tudo se passa com eles e como funciona o novo mundo a que chegaram: a casa dos papás. Além de que vai facilitar imenso também a criar a rotina do sono.

4. SER MÃE É DIFÍCIL. Se ninguém te disse isto ainda, acredita, porque é a mais pura das verdades. Vão existir momentos em que a paciência desaparece, em que o cansaço é imenso, em que precisas de parar e respirar por 5 minutos… apenas para conseguir ganhar fôlego. Se puderes, pára mesmo. Abre a janela, olha para o céu e respira fundo. Se puderes, dorme 20 minutos, enquanto o pequeno dorme também. Há dias em isto vai fazer TODA A DIFERENÇA.

5. PREPARA-TE PARA O INESPERADO, porque vai acontecer qualquer coisa com a qual não contavas. É mesmo assim. Tudo pronto para sair e eis que surge um mega cocó! Vá de trocar a roupinha toda. Vão de férias e o pequeno adoece e nem sais do Hotel (já aconteceu aqui em casa…). Uma ocasião especial, todos com roupa bonita e, em menos de 5 minutos, o pequeno bolsa ou vomita e tu e o papá ficam com roupa típica de pais: cheia de manchas, nódoas, pintas e cheiro a toalhitas (porque tentamos sempre limpar a coisa…) Bem-vindos ao clube! 🙂

6. CRIA ESPAÇO PARA O BEBÉ. São coisinhas fofas e lindas, em tamanho miniatura, certo? Pois, mas vais ver que, num instante, vai haver lá por casa imensa tralha: berço, banheira, muda-fraldas, roupinhas, cadeiras de papa, carrinho, ovo, brinquedos, espreguiçadeiras, parque… e afins. Não vale a pena comprarmos tudo, eu não comprei e muita coisa não fez falta nenhuma, muito sinceramente. Mas há que pensar sempre que um bebé é pequenino, mas precisa de algum espaço, ou de um quartinho seu.

7. GUARDA MEMÓRIAS. MUITAS! O tempo vai voar. Quando deres conta, o bebé tem 1 ano, 2 anos. Fala contigo e acha que sabe coisas 🙂 Vai ser nessa altura que vais perceber como tudo passou depressa demais e vais questionar-te se aproveitaste mesmo tudo, ou se estavas demasiado preocupada em chegar à etapa seguinte, ao primeiro dente, à primeira palavra, ao primeiro passo… Aproveita cada fase, cada mês. Guarda memórias, uma roupinha especial, o primeiro brinquedo… E tira todas as fotografias que conseguires. No momento em que parecer que não aproveitaste, e que o tempo passou sem dares conta, podes olhar para tudo o que guardaste e saberás que viveste cada momento, que estiveste lá, SEMPRE. Só o tempo é que voou mesmo…

8. SÊ GRATA POR SERES MÃE. As birras, os gritos, os medos, os dramas, as noites acordada, o cansaço, os cocós, as febres, as ansiedades, a preocupação… vão valer a pena. Cada minuto da tua vida, depois de seres mãe, vai ser um desafio, uma aventura, mas não haverá nunca na tua vida nada que se compare, nem nada que seja melhor. Vai ser a maior e melhor aprendizagem que alguma vez farás!

9. NÃO TE MARTIRIZES. Há dias em que tudo corre bem e sentes que consegues dar conta do recado. Há dias em que te sentes a pior mãe do mundo. Mas, fica a saber que ÉS A MELHOR MÃE que o teu pequeno podia ter SEMPRE. A casa está de pernas para o ar. Andas despenteada e sem unhas arranjadas. E daí? Ser mãe, muda muita coisa. Vais sentir todas as emoções que existem à face da terra, as boas e as menos boas. Em alguns momentos, provavelmente, vais desesperar. É normal. No início, é muito complicado para TODAS nós, ainda que algumas mães teimem em dizer que não é. Aos poucos, as coisas vão melhorar. Vamos aprendendo a ser mamãs!

10. HÁ UMA COISA PARA A QUAL NÃO TE PODES PREPARAR NUNCA. E que nunca saberás como é antes de experimentares e de viveres por ti mesma: o amor de mãe. Só depois de seres mãe vais perceber como é amar alguém mais do que julgas ser possível e sentir que farás o impossível para proteger esse alguém. Por mais que tenhas amado alguém antes, acredita, nunca amaste verdadeiramente, não desta forma, não como mãe. É um amor único e sem igual.

Ser mãe foi a melhor coisa que fiz em toda a minha vida! Não consigo hoje imaginar-me de outra forma.
É difícil, exige muito de nós, muda muita coisa. Mas foi a melhor decisão que alguma vez tomei 🙂 Eu e o papá, claro 😉

VIAAna Filipa Prata
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS